PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Com fala machista, Edílson critica vídeo de Leila Pereira: "vá lavar roupa"

Edílson, Os Donos da Bola - Reprodução/Bandeirantes
Edílson, Os Donos da Bola Imagem: Reprodução/Bandeirantes

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/11/2019 15h04Atualizada em 25/11/2019 16h08

O ex-atacante Edilson Capetinha não gostou de um vídeo publicado pela presidente da Crefisa e conselheira do Palmeiras, Leila Pereira, mas acabou fazendo comentários machistas para expor sua indignação no programa Os Donos da Bola, de hoje.

Ao se referir ao vídeo, em que Leila bate um pênalti no Allianz Parque, Edilson disse que alguém no Palmeiras deveria avisar a "essa mulher" para não fazer isso e ainda a mandou "lavar roupa".

"Isso é ridículo! Isso aí não pode acontecer nunca. Isso é ridículo! Será que não tem ninguém aí no Palmeiras para chegar e falar para essa mulher não fazer isso? Tem gente que tem dinheiro e não tem fama, e quer ser famoso de qualquer jeito. É o caso dela. Ela quer ser famosa de qualquer jeito. Não é possível! Vai lavar um prato, vai lavar roupa. Quer fazer alguma coisa diferente? Vai engraxar o sapato, qualquer coisa que ninguém veja. Mas ir bater pênalti? Vai viajar, vai gastar o dinheiro que tem", disse o ex-jogador.

Depois, no último bloco da atração da Bandeirantes, Neto tentou minimizar o machismo da declaração de Edilson e disse que a fala não tinha sido preconceituosa. O apresentador ainda afirmou que gostaria de ver Leila Pereira no Corinthians.

"O Edílson falou aqui em relação à Leila, negócio de lavar roupa... Não é lavar roupa de preconceito. Não é nada disso", disse Neto.

"Lavar a roupa dela, fazer algo diferente. Eu gosto da Leila, ela é guerreira, mas não pode fazer uma matéria dessa... De bater pênalti", completou o Capetinha.

"E não tem nada de preconceito aqui não, muito pelo contrário. O que ele quis dizer é para ela lavar a roupa dela de uma maneira geral, como eu lavo a minha. Quem não lava roupa? Todo mundo lada roupa. Ninguém falou nada de preconceito não. Vamos também parar com essas coisas de levar tudo a ferro. E outra coisa, a gente queria a Leila no Corinthians. A gente queria a Crefisa no Corinthians. Edílson não quis falar nada não, para aí dos caras já ficarem ligando, enchendo o saco", concluiu o apresentador.

Os internautas, no entanto, não gostaram da manifestação do comentarista e o criticaram nas redes sociais. Confira:

UOL Esporte vê TV