PUBLICIDADE
Topo

Futebol


De Bruyne brilha, e Manchester City quebra sequência de vitórias do Chelsea

Manchester City e Chelsea se enfrentaram neste sábado (23) - REUTERS/Andrew Yates
Manchester City e Chelsea se enfrentaram neste sábado (23) Imagem: REUTERS/Andrew Yates

Do UOL, em São Paulo

23/11/2019 16h23Atualizada em 23/11/2019 18h18

Classificação e Jogos

O Manchester City recebeu o Chelsea para a partida da 13ª rodada do Campeonato Inglês neste sábado (23), no Etihad Stadium. Os anfitriões venceram por 2 a 1, de virada. Os gols foram de Kanté, do Chelsea, e Mahrez e De Bruyne, do City.

A partida deixa o time de Guardiola com o terceiro posto da Premier League. Os Citizens vieram de uma derrota por 3 a 1 para o líder Liverpool na última rodada, enquanto os Blues venceram seus últimos seis jogos. O resultado abriu uma vantagem de dois pontos do City sobre o Chelsea, que permaneceu em quarto lugar e teve sua boa sequência vitoriosa interrompida.

Na próxima rodada, que acontecerá sábado (30), o Manchester City viajará para Newcastle para enfrentar o time de mesmo nome. Já o Chelsea irá até a capital da Inglaterra para um confronto com o West Ham.

Quem foi bem: De Bruyne

Não fosse o talento e visão de jogo do meio-campo belga, o Manchester City poderia talvez não tivesse vencido. Kevin De Bruyne puxou a maioria das jogadas pelo meio e pela direita, além de empatar o jogo apenas oito minutos depois de seu time sofrer o gol que abriu o placar em Manchester, isso tudo na primeira metade do jogo. O rendimento não caiu no segundo tempo e De Bruyne se destacou com sua criatividade e precisão nos lançamentos. No entanto, os gols ficaram apenas no primeiro tempo, mesmo.

Quem foi mal: Agüero

O atacante argentino não mostrou seu talento na tarde de hoje contra o Chelsea. Agüero errou diversos passes e conseguiu desperdiçar uma bola que recebeu de bandeja, do próprio goleiro Kepa, na cara do gol. O brasileiro Gabriel Jesus foi seu substituto a partir dos 15 minutos finais do jogo.

História do jogo

Os anfitriões não mostraram muito futebol, principalmente na zaga, que falhou no primeiro gol do Chelsea. A eficiência da equipe de Pep Guardiola foi o que conduziu o time à vitória. Sem criar chances, o City apenas se aproveitou dos erros de seu adversário nos lances mais perigosos no primeiro tempo para fazer seus gols.

O segundo tempo começou com posse de bola para o time da casa e muita movimentação de bola. Azpilicueta e Kanté abriram espaço para os "Blues" tentarem as jogadas, mas os Citizens conseguiram controlar o jogo até o final, assegurando a vitória.

O confronto começou com marcação alta dos dois lados e as equipes encontraram dificuldade para sair jogando. O Chelsea não se intimidou na condição de visitante e conquistou espaço aos poucos, até que Kanté ganhou de Kovacic na velocidade e achou o gol aos 21 minutos. O susto acordou o dono da casa e De Bruyne deixou tudo igual antes de o relógio marcar meia hora de jogo.

Menos de dez minutos após empatar, a eficiência dos Citzens virou o jogo com um golaço de Mahrez, que chegou pelo meio. Os Blues que começaram bem o jogo nem pareciam mais os mesmos e deram início a uma sequência de passes errados, para alegria dos anfitriões.

City voltou melhor para o segundo tempo e apesar de sofrer algumas tentativas perigosas com Azpicuelta e Kanté, conseguiram contornar o jogo e permaneceram superiores.

O jogo esquentou no final com um gol de Raheem Sterling, que foi anulado pelo VAR por impedimento. O placar ficou em 2 a 1, mesmo.

Torcida

Um Etihad Stadium lotado se calou diante do gol de Kanté, que abriu vantagem para os adversários. Mal sabiam que em menos de 20 minutos estariam comemorando a virada em cima do Chelsea. A torcida permaneceu animada e cantando no segundo tempo, quando a atuação dos Citzens melhorou.

FICHA TÉCNICA
Manchester City 2 x 1 Chelsea

Data e Hora: 23 de novembro, 14h30 (horário de Brasília)
Local: Etihad Stadium, em Manchester (Inglaterra)
Árbitro: Martin Atkinson
Auxiliares: Lee Betts e Constantine Hatzidakis
Cartões amarelos: Ilkay Gündogan (Manchester City); Jorginho (Chelsea)
Gols: N'Golo Kanté (Chelsea); Kevin De Bruyne e Ryad Mahrez (Manchester City)

MANCHESTER CITY: Ederson; João Cancelo, Stones, Fernandinho e Mendy; Rodri (Ilkay Gündogan), De Bruyne e David Silva (Phil Foden); Mahrez, Agüero (Gabriel Jesus) e Sterling. Técnico: Pep Guardiola.

CHELSEA: Kepa; Azpilicueta, Zouma, Tomori e Emerson (Reece James); Kanté, Jorginho (Mason Mount) e Kovacic; Pulisic, Willian e Abraham (Michy Batshuayi). Técnico: Frank Lampard.

Futebol