Topo

Marcelo vê Rodrygo como "bebê", ajuda Vini Jr. e aposta em Fla contra River

Marcelo abraça Rodrygo, do Real Madrid, durante partida contra o Galatasaray - Susana Vera/Reuters
Marcelo abraça Rodrygo, do Real Madrid, durante partida contra o Galatasaray Imagem: Susana Vera/Reuters

Do UOL, em São Paulo

22/11/2019 16h18

Marcelo abriu o coração. O lateral do Real Madrid disse o que pensa sobre os jovens Rodrygo e Vinícius Júnior, seus companheiros de time, e apostou no Flamengo como campeão da Copa Libertadores 2019 contra o River Plate.

"Na final da Libertadores entre River e Flamengo, eu prefiro que o time brasileiro ganhe", disse ele. A declaração foi feita em entrevista ao canal "Que Partidazo", do YouTube.

O jogador foi questionado sobre o início da trajetória de Rodrygo no Real Madrid. Aos 18 anos de idade, o ex-santista tem conquistado a torcida merengue rapidamente, mas Marcelo fez questão de lembrar que a juventude do atleta exige paciência.

"Eu lembro de mim mesmo, porque cheguei ao Real Madrid com 18 anos também. Eu já achava que era maduro, achava que... Pô, tô no Real Madrid, consigo fazer minhas ciosas sozinho e tal. Mas não. Eu o vejo como um bebêzinho, porque com 18 anos ele é muito novo ainda, não viveu praticamente nada na carreira", avaliou Marcelo.

"Fico muito feliz por ele estar em um time muito grande, no melhor time do mundo, que é o Real Madrid, aos 18 anos. É muito difícil. Fico feliz por ele ter feito estes jogos maravilhosos, e tenho certeza de que, com a cabeça dele, ele vai fazer muitos jogos melhores ainda", elogiou.

O caso de Vinícius Júnior é diferente. Enquanto Rodrygo ganhou espaço, o ex-flamenguista começou a ser criticado e chegou a chorar em campo após marcar. "Sim, mas é o que as pessoas interpretam de fora de campo. Quem está dentro de campo sabe como funciona. Muita gente vê o jogador chorando dentro de campo, mas não sabe o que está acontecendo", começou.

Vinícius Júnior se emociona em comemoração de gol em Real Madrid x Osasuna - VI Images via Getty Images
Vinícius Júnior se emociona em comemoração de gol em Real Madrid x Osasuna
Imagem: VI Images via Getty Images

"Deduziram que fosse pela pressão que é jogar no Real Madrid, vinha de alguns jogos sem fazer um gol, fez um gol e tal... Deduziram isso, mas é impossível saber o que a pessoa pensa. Se você não fala com ela, não tem como saber. Mas faz parte. Não foi o primeiro choro dele e não será o último, e tenho certeza de que os outros choros vão ser de alegria", projetou Marcelo.

"Cada um vê a crítica da maneira que consegue ver ou interpreta. O Vinícius tem uma cabeça muito boa, apesar de ter 19 anos. Eu não sou de dar conselho, eu ajudo dentro de campo e falo com eles porque passei por isso. A gente passa por isso até hoje. Pode fazer três jogos maravilhosos, mas, se fizer um ruim, você vai levar crítica. Vai ser cobrado. A pressão aqui no Real Madrid é muito maior do que jogar no Brasil, na época em que ele estava surgindo", completou.

Veja a entrevista de Marcelo:

Real Madrid