Topo

Evandro se cobra por 1º gol pelo Santos: "Nunca fiquei tanto tempo sem"

Sanchez, do Santos, comemora seu gol com Evandro durante partida contra o Bahia pelo Campeonato Brasileiro - Fernanda Luz/AGIF
Sanchez, do Santos, comemora seu gol com Evandro durante partida contra o Bahia pelo Campeonato Brasileiro Imagem: Fernanda Luz/AGIF

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

22/11/2019 17h15

O meia Evandro chegou ao Santos no meio da temporada logo ganhou a confiança do técnico Jorge Sampaoli. Dos reforços contratados na última janela, ele foi quem menos tempo levou para estrear e quem mais se firmou no time. Com status de titular, o jogador acredita que ainda pode melhorar.

O espaço conquistado em pouco tempo agrada o jogador que estava longe dos gramados brasileiros desde 2010. Ainda assim, ele confessa que ainda não ter balançado as redes com a camisa do Peixe incomoda.

"Tem aspectos que eu preciso melhorar. Tenho essa consciência, inclusive conversei com a comissão técnica. Nunca fiquei tanto tempo sem fazer um gol, é algo que me incomoda. Mas tenho que fazer o que eu venho fazendo. Se estou jogando é porque o treinador está satisfeito com o que eu tenho feito. (Ano) me surpreendeu muito, foi tudo muito novo e estou contente por ter jogado tantos jogos. É algo que realmente não esperava", disse em entrevista coletiva.

O camisa 25 do Santos soma 14 jogos e duas assistências. No clássico contra o São Paulo, foi ele quem sofreu o pênalti que Sánchez bateu e abriu o placar.

Antes de chegar ao Peixe, Evandro havia feito outras 13 partidas somente neste ano pelo Hull City (ING). As 27 vezes em que entrou em campo já representam o maior número do meia desde a temporada 2014/15, quando estava no Porto (POR).

A tendência é que o meia seja titular na partida de amanhã (23), às 21h, contra o Cruzeiro, na Vila Belmiro, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Santos