PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Taison é suspenso após reagir a racismo; federação de jogadores protesta

Taison reage após ser alvo de racismo em Shakhtar Donetsk x Dínamo Kiev - REUTERS/Oleksandr Osipov
Taison reage após ser alvo de racismo em Shakhtar Donetsk x Dínamo Kiev Imagem: REUTERS/Oleksandr Osipov

Do UOL, em São Paulo

21/11/2019 16h27

Taison foi punido com um jogo de suspensão por ter reagido às ofensas racistas no confronto entre seu time, o Shakhtar Donetsk, e o Dínamo Kiev no dia 10 de novembro. A decisão da Federação Ucraniana provocou protestos da FIFPro (Federação Internacional dos Jogadores Profissionais de Futebol), de torcedores e de personalidades da mídia esportiva.

"Estamos muito decepcionados pela decisão da Federação Ucraniana de punir Taison com uma partida de banimento. Impor uma sanção a uma vítima de abuso racial é algo que está além da compreensão, e serve apenas aos que promovem este tipo de comportamento vergonhoso", escreveu a FIFPro no Twitter. A organização tentava pedir a anulação do cartão vermelho, mas não obteve sucesso.

André Rizek, comentarista do SporTV, foi outro a se manifestar. "Olha... O mundo do futebol, se tiver dignidade, deve reagir a isso. Um jogador expulso de campo e suspenso pela Federação Ucraniana por REAGIR a insultos racistas. Eu, se fosse jogador, promoveria um boicote ao futebol ucraniano. Ninguém mais vai jogar lá. Simples", publicou.

Vale destacar que o Dínamo de Kiev também foi punido com uma multa equivalente a 87 mil reais e um jogo com portões fechados. No dia 10 de novembro, Taison ouviu ofensas racistas, reagiu com um gesto obsceno (com o dedo do meio) e chutou a bola na direção da torcida do time adversário.

"Faz as malas e vai embora daí, Taison. Que nojo! Que raiva", postou o jornalista Fernando Kallás, comentarista do SporTV e correspondente do jornal AS, na Espanha. Torcedores também reagiram com indignação e reclamaram nas redes sociais. Confira algumas mensagens:

Esporte