Topo

Sampaoli pode deixar Santos de graça em 2020; Racing já é o 1º interessado

O técnico Jorge Sampaoli, do Santos, acompanha o jogo contra o Botafogo - Fernanda Luz/AGIF
O técnico Jorge Sampaoli, do Santos, acompanha o jogo contra o Botafogo Imagem: Fernanda Luz/AGIF

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

21/11/2019 14h49

O técnico Jorge Sampaoli está cada vez mais longe de permanecer no Santos na próxima temporada. Principal barreira para a saída do treinador, a multa rescisória de seu contrato, cerca de R$ 10 milhões, expira ao final deste ano. Ou seja, o argentino pode deixar o Peixe de graça em 2020.

A informação foi publicada pela "Gazeta Esportiva" e confirmada pelo UOL Esporte. Sampaoli nunca quis que o vínculo tivesse multa rescisória e tentou retirá-la desde o momento da assinatura, já que as negociações foram feitas por um agente do técnico - que hoje já não trabalha com ele.

O Peixe não aceitou o pedido e manteve a multa no contrato. No entanto, o valor é válido apenas para o primeiro ano do vínculo que se encerra somente em dezembro de 2020. Pessoas próximas ao técnico confirmam a informação. O Santos não comenta o fato e lembra que há cláusula de confidencialidade no contrato.

Racing surge como principal interessado

O Racing (ARG) é o principal interessado em contar com o técnico Jorge Sampaoli para a próxima temporada. Ele chegaria para substituir Eduardo Coudet, que deve deixar o clube rumo ao Internacional ao final do ano.

"Coudet vai falar amanhã, mas já manifestou que quer sair ao final do ano. Sampaoli é um dos técnicos que queremos, devemos definir na semana que vem, mas existem outros candidatos. Milito (diretor) nos disse que por enquanto foca em Sampaoli, mas não descartamos Ramón Días (do Pyramids, do Egito)", afirmou o presidente do Racing, Victor Blanco à "rádio La Red", da Argentina.

Diego Milito, ex-jogador da seleção argentina e atual diretor de futebol do Racing, veio ao Brasil para tratar do assunto e deve retornar ainda hoje para a Argentina. O estafe de Sampaoli não comenta a situação e diz que o técnico está focado nas rodadas finais do Brasileirão.

Decisão ainda não foi tomada

A tendência é que Sampaoli não siga no Peixe no ano que vem, mas a decisão do técnico ainda não está tomada. O carinho do torcedor e a paixão pela cidade de Santos pesam a favor da permanência, porém não devem ser suficientes para mantê-lo no Santos, já que o argentino não vem gostando dos bastidores que o clube está passando, nem do projeto desenhado para a próxima temporada. Uma decisão final deve sair nos próximos dias. Há o temor de que o argentino acerte com um rival.

Santos