Topo

SPFC pode manter Daniel Alves longe da lateral, mesmo com a volta de Antony

Daniel Alves em ação durante treinamento do São Paulo - Marcello Zambrana/AGIF
Daniel Alves em ação durante treinamento do São Paulo Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

20/11/2019 04h00

Fernando Diniz estuda como montar o São Paulo para enfrentar o Ceará neste domingo, fora de casa, pelo Campeonato Brasileiro. Apesar de Daniel Alves ser considerado um dos melhores laterais do mundo, ele rendeu bem no clássico contra o Santos quanto teve liberdade para atuar mais avançado no ataque. Neste fim de semana, porém, Antony, que cumpriu suspensão automática e se recuperou de dores na coxa esquerda, deve voltar à equipe titular. Ainda assim, há possibilidade de o treinador encaixar os dois entre os 11.

O mais simples seria Igor Gomes voltar para o banco de reservas e Daniel Alves ser escalado no meio de campo. O Igor, no entanto, tem sido um dos destaques positivos do Tricolor paulista nesta reta final do nacional. Ou seja, a tendência é de ele também ser mantido no time.

Como Pablo não poderá atuar por ter recebido o terceiro cartão amarelo no torneio, Daniel Alves poderia ser mantido mais aberto pela direita, com Antony sendo deslocado para a esquerda. Neste caso, Vítor Bueno, Alexandre Pato, Toró ou Raniel surgem como opções para a vaga centralizada.

Daniel Alves também pode ser escalado no meio de campo, mas mais recuado - no lugar de Tchê Tchê ou Jucilei. Desta forma Antony joga no ataque ao lado de Vitor Bueno e o substituto de Pablo.

Diniz pode também mudar o esquema tático do São Paulo e escalar o time com quatro jogadores no meio de campo - dois volantes ficariam mais responsáveis pela marcação -, e Daniel Alves e Igor Gomes assumiriam a armação. No ataque, a dupla poderia ser Antony e Vítor Bueno.

Em todas essas possibilidades, a lateral direita fica entre Juanfran e Igor Vinícius. O espanhol teve bom rendimento na rodada anterior e desponta como favorito. A partir de hoje (20), no CT da Barra Funda, Fernando Diniz vai fechar a segunda parte dos treinamentos e realizar os testes.

São Paulo