Topo

Segundo mais utilizado, Edenilson pode quebrar recorde pessoal no Inter

Edenilson é o segundo jogador que mais atuou pelo Inter na temporada e pode quebrar recorde pessoal - Pedro H. Tesch/AGIF
Edenilson é o segundo jogador que mais atuou pelo Inter na temporada e pode quebrar recorde pessoal Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

20/11/2019 12h00

Edenilson é o meio-campista com mais participações ao longo da temporada do Inter, e o segundo jogador que mais entrou em campo com a camisa vermelha neste ano. As marcas importantes atingidas pelo jogador por pouco não foram interrompidas pelo interesse do Al-Hilal, da Arábia Saudita. Mas a participação já faz de 2019 o ano em que ele mais atuou pelo Colorado, e poderá ser o que mais minutos teve em campo na carreira.

Edenilson foi titular em 50 dos 53 jogos que realizou neste ano. Com ele em campo foram 28 vitórias, 12 empates e 13 derrotas, aproveitamento de 60,3%. Ele só atuou menos que Victor Cuesta na temporada.

Com oito gols, ainda é um dos artilheiros do elenco, chegou ao radar da seleção brasileira e fez da temporada a que mais jogou pelo clube. Em 2017, quando chegou, Edenilson fez 39 jogos e um gol. Ano passado foram 47 jogos e cinco gols.

"São frutos de um trabalho que venho realizando desde a minha chegada no Inter. Tenho que agradecer ao grupo que está sempre me apoiando e ajudando no dia a dia. Treino muito para estar 100% em todas as partidas e quero sempre estar pronto para ajudar na busca dos objetivos e das vitórias. Temos uma boa estrutura de departamento físico, médico e técnico. E isso ajuda sempre na melhora de nosso desempenho", disse.

Por pouco que 2019 não é o ano em que o volante mais jogou. Mas a realidade pode mudar até a conclusão dos jogos. Em 2013, pelo Corinthians, foram 62 jogos entre Paulista, Recopa, Libertadores, Brasileirão e Copa do Brasil, com dois gols marcados. Um total de 4.838 minutos. Neste ano, os 53 jogos resultam em 4.426 minutos até agora. Restando cinco partidas para o fim da temporada, se ele atuar os 90 minutos de todas fechará 2019 com 4.876, quebrando seu próprio recorde.

"Realizamos um controle de cargas de treino, trabalho integrado entre os componentes físicos e técnicos e isso promove boas adaptações nas respostas específicas dos atletas em campo. Um dos destaques do grupo notoriamente é o atleta Edenilson, muito por seu alto potencial de realizar esforços de alta intensidade e sua capacidade de recuperação entre treinos e jogos. Todos esses fatores o tornam um atleta de grande potencial físico e com uma alta longevidade na temporada competitiva", disse o preparador físico Cristiano Nunes.

No calendário para fazer de 2019 o ano em que mais atuou, Edenilson terá pela frente Fortaleza, Goiás, Botafogo, São Paulo e Atlético-MG. O primeiro jogo já neste domingo, contra os nordestinos, no Beira-Rio.

Internacional