Topo

Campeões mundiais sub-17 acreditam ter mudado opinião de Sampaoli no Santos

Kaio Jorge (direita) e Sandry (esquerda) concedem entrevista coletiva no CT do Santos - UOL
Kaio Jorge (direita) e Sandry (esquerda) concedem entrevista coletiva no CT do Santos Imagem: UOL

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

20/11/2019 12h12

Resumo da notícia

  • Kaio Jorge e Sandry foram campeões da Copa do Mundo Sub-17 com a seleção brasileira
  • Os dois acreditam que voltam mais maduros e que o técnico Jorge Sampaoli já vê os garotos com outros olhos
  • Kaio Jorge foi artilheiro da seleção no torneio e Sandry se tornou o 12º jogador do técnico Dalla Déa
  • Os garotos somaram somente sete jogos no ano com Sampaoli e querem aproveitar as próximas oportunidades

Kaio Jorge e Sandry saíram do CT Rei Pelé em setembro e retornaram quase dois meses depois com o título de campeões da Copa do Mundo Sub-17 no currículo. Se antes os Meninos da Vila quase não tinham oportunidades no time profissional do Santos, a esperança é que agora a história seja diferente.

Somados, os garotos entraram em campo apenas sete vezes com o técnico Jorge Sampaoli. Kaio Jorge teve cinco jogos na temporada, enquanto Sandry teve dois.

"Felicidade, né? Sánchez sempre brinca com a gente, que jogou Copa, agora brincamos que temos Mundial. É outra cabeça, mais maduros, tenho certeza que professor Sampaoli nos vê com outros olhos", disse Kaio em entrevista coletiva hoje.

Sandry teve chances logo no início da temporada após chamar a atenção de Jorge Sampaoli durante a pré-temporada. No entanto, o garoto foi atrapalhado por um imbróglio na renovação de seu contrato e ficou afastado do clube por meses. O "xodó" de Sampaoli no início do ano disse que o técnico parabenizou os dois e quer aproveitar as oportunidades que surgirem.

"Nos parabenizou pelo campeonato, pela campanha. Desde que chegamos fomos os mais novos, mas tivemos ambição e vontade de jogar. Desde o começo buscamos, trabalhamos e esperamos a oportunidade para estar pronto e não sair mais. Vamos trabalhar para, quem sabe, responder oportunidade do treinador", afirmou Sandry em coletiva.

Kaio Jorge foi titular em todos os jogos, artilheiro do time com cinco gols e levou para casa a chuteira de bronze - fica apenas um gol atrás do goleador máximo do torneio. Seus gols foram fundamentais na campanha do título. Sandry foi quase o 12º jogador do técnico Guilherme Dalla Déa, entrando na segunda etapa de todos os jogos, exceto na final.

Os dois já treinam com o grupo e devem ficar à disposição do técnico Jorge Sampaoli para o duelo deste sábado, às 21h, contra o Cruzeiro, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Santos