Topo

Sampaoli quebra sequência ao barrar Pituca no meio-campo do Santos

Alison sorri durante treino do Santos - Ivan Storti/Santos FC
Alison sorri durante treino do Santos Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

19/11/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Santos não teve Pituca entre os titulares em dois jogos consecutivos pela primeira vez no ano
  • Volante ficou no banco por opção do técnico Jorge Sampaoli para a entrada de Alison
  • Antes de sequência de duas partidas, Alison só havia sido titular em um dos últimos dez jogos
  • Alison completou recentemente 200 jogos com a camisa do Santos

Pela primeira vez na temporada, o técnico Jorge Sampaoli escalou o Santos em duas partidas consecutivas sem o volante Diego Pituca. Em ambas as oportunidades, diante de Goiás e São Paulo, o argentino deixou o camisa 21 no banco por opção técnica e colocou Alison na equipe.

O camisa 5, que completou recentemente 200 jogos pelo Peixe, começou o ano como titular do time, fazendo sete partidas consecutivas no início da temporada, mas depois perdeu a vaga cativa com a chegada de Jean Lucas - hoje no Lyon (FRA).

Desde então foram 53 jogos e é apenas a sexta vez que Alison consegue duas partidas consecutivas como titular do time. No entanto, em todas as outras sequências, o volante teve a companhia de Diego Pituca entre os titulares, o que não ocorreu desta vez.

Antes da partida contra o Goiás, Alison só tinha sido titular em um dos últimos dez jogos do Peixe na temporada. No total foram 38 jogos no ano, sendo 29 como titular, um gol marcado e três assistências. Já Pituca soma 54 jogos, sendo 52 como titular, líder do elenco nos dois quesitos, com três gols e uma assistência.

O técnico Jorge Sampaoli ainda não começou a desenhar o Santos que enfrenta o Cruzeiro, neste sábado, às 21h, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, mas a tendência é que os dois disputem por apenas uma vaga no meio-campo. Sánchez, Evandro e Jean Mota lutam por outras duas.

Santos