Topo

P. Rocha aumenta opções de Abel a poucos dias de definir futuro no Cruzeiro

Pedro Rocha teve boas participações em grandes jogos do Cruzeiro, mas caiu de rendimento no segundo semestre - Thiago Ribeiro/Agif
Pedro Rocha teve boas participações em grandes jogos do Cruzeiro, mas caiu de rendimento no segundo semestre Imagem: Thiago Ribeiro/Agif

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

17/11/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Pedro Rocha ficou quase um mês parado e volta a ser opção para Abel Braga
  • Atacante está emprestado pelo Spartak Moscou e decidirá futuro nas próximas semanas
  • Altos valores devem impedir Cruzeiro de tentar ficar com o jogador em definitivo
  • Cruzeiro celeste depende de algum parceiro para investir nova grana pelo atacante

O técnico Abel Braga ganhou uma opção no ataque do Cruzeiro para segunda-feira, contra o Avaí. Desde a última semana, o atacante Pedro Rocha está à disposição. Faltando seis jogos para o fim do Brasileirão, o jogador de 25 anos poderá utilizar esse tempo para mostrar serviço.

Pedro foi emprestado pelo Spartak Moscou, da Rússia, até o mês de dezembro. Pela transferência, o Cruzeiro contou com a ajuda de patrocinadores que arcaram com empréstimo e salários do jogador. Na época, a quantia desembolsada para repatriar o atleta foi de 750 mil euros (cerca de R$3,2 milhões). O cenário para permanência é mais complicado, já que os russos aceitariam liberar o atacante apenas por valores aproximados aos que pagou ao Grêmio em 2017, cerca de 12 milhões de euros (R$55,6 milhões).

Em ocasiões anteriores, Pedro Rocha já manifestou interesse em permanecer no Cruzeiro. O desejo da diretoria também é ficar com o jogador, mas a saúde financeira é entrave. Mesmo que consiga diminuir a pedida (ou até obter um novo empréstimo), o Cruzeiro dependeria novamente de parceiros e patrocinadores para ajudar em uma eventual negociação, já que aumentou consideravelmente suas dívidas e ainda não está conseguindo colocar os salários em dia. Zezé Perrella, gestor de futebol, já tem planos de enxugar os gastos do clube, independentemente de permanecer ou não na Série A.

Após ficar quase um mês em recuperação de uma entorse no tornozelo, o atacante voltou no clássico contra o Atlético e participou de cerca de 25 minutos do jogo no Mineirão. Para o duelo de amanhã, contra o Avaí, Abel Braga poderá contar com o atleta em pelo menos por um tempo. Caindo pelos lados do campo ou podendo ser até improvisado como centroavante, Pedro Rocha tem características que andam em falta no Cruzeiro e podem ser úteis nesta reta final de Brasileirão, como o drible curto e as jogadas de mano a mano.

Cruzeiro