Topo

Futebol


Cruzeiro vive dilema entre apoiar o rival ou pegar adversário já rebaixado

Fluminense é adversário direto do Cruzeiro e pegará o rival Atlético-MG neste sábado - Bruno Haddad/Cruzeiro
Fluminense é adversário direto do Cruzeiro e pegará o rival Atlético-MG neste sábado Imagem: Bruno Haddad/Cruzeiro

Do UOL, em Belo Horizonte

16/11/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Fluminense e Atlético-MG jogam hoje no Rio e resultado mexerá com Cruzeiro na tabela
  • Vitória tricolor joga o Cruzeiro de volta para o Z-4; triunfo do Galo seria melhor para a Raposa
  • Cruzeiro fecha a rodada contra o Avaí, segunda-feira, no Mineirão
  • Adversário catarinense pode entrar em campo já rebaixado para a Série B

O Cruzeiro só joga na segunda-feira contra o Avaí, mas a 33ª rodada do Brasileirão já começa neste sábado e tem um jogo que mexerá muito com o futuro da Raposa na tabela. Jogadores e torcedores celestes terão que ficar de olho na partida do Rio de Janeiro entre Fluminense e Atlético-MG, partida esta que coloca o clube estrelado em um dilema: torcer por uma vitória do rival ou iniciar a semana mais pressionado e com risco de terminar a rodada de volta para a zona do rebaixamento.

Com 35 pontos e na 16ª colocação da tabela, o Cruzeiro tem hoje o Fluminense, Botafogo e Ceará como principais concorrentes contra o descenso. O time da estrela solitária e o alvinegro cearense estão com um ponto a mais, enquanto o tricolor carioca tem um a menos, abrindo o Z-4.

Se vencer o Galo, o Fluminense sobe e joga a Raposa para a degola pelo menos durante o final de semana, tornando mais que obrigatória uma vitória celeste contra o Avaí. Apesar de estar há dez jogos invicto, o Cruzeiro contabiliza sete empates nessa sequência. Independentemente de outros resultados, uma nova igualdade sequer é cogitada por Abel Braga, que já classificou a decisão como jogo de 'matar ou morrer', principalmente porque o time catarinense é o lanterna do Brasileirão. Além disso, uma eventual vitória do Flu faria o Avaí entrar em campo já rebaixado no Mineirão. Com qualquer outro resultado, os catarinenses jogarão suas últimas fichas contra o Cruzeiro.

"Acho que não muda muito o pensamento do Avaí, até porque a distância [para os times fora do Z-4] é muito grande. Acho muito difícil o Avaí ficar na Série A. Acho que o pensamento deles será vir aqui e fazer um bom jogo. Mas nós temos que pensar no nosso lado, independente de como eles estarão aqui, temos que ganhar de qualquer jeito", comentou Thiago Neves.

Por outro lado, a situação delicada na tabela, onde cada ponto conquistado pode fazer a diferença no final, não permite que o torcedor do Cruzeiro se dê ao luxo de torcer contra o Fluminense apenas por conta da rivalidade com o Atlético. Como o rival ganhou um pouco mais de alívio nos últimos jogos, um triunfo mineiro no Maracanã seria benéfico para a Raposa, que se garantiria fora da degola por mais uma rodada e poderia abrir até quatro pontos de distância.

Com mais seis jogos pela frente, o Cruzeiro aposta nesses próximos três compromissos para conseguir encaminhar sua permanência. Contra Avaí, Santos (fora) e CSA (casa), o time espera somar pelo menos seis pontos, o que o levaria para os 42 pontos na tabela. Os três últimos jogos prometem ser mais complicados, enfrentando o Vasco e Grêmio fora de casa e encerrando o ano contra o Palmeiras, em Belo Horizonte.

Futebol