Topo

Futebol


Boselli aposta em compatriotas para brilhar com Tiago Nunes em 2020

Boselli conversa com Lucho González e Marco Ruben, atletas comandados por Tiago Nunes no Athletico-PR - RODRIGO BUENDIA / AFP
Boselli conversa com Lucho González e Marco Ruben, atletas comandados por Tiago Nunes no Athletico-PR Imagem: RODRIGO BUENDIA / AFP

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

16/11/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Boselli conversa com Lucho González e Marco Ruben sobre Tiago Nunes
  • Dupla trabalhou com Nunes e passou informações que agradaram corintiano
  • Boselli ouviu que treino é executado nos jogos e que bola chega para centroavante
  • De saída com Carille, Boselli agora avisou que quer cumprir contrato até o fim

O atacante Mauro Boselli mudou o ânimo, o discurso e até o seu projeto para 2020 no Corinthians. Com Fábio Carille, técnico demitido no início deste mês, o argentino chegou a desabafar contra o sistema de jogo em entrevista coletiva e cogitar até a saída do clube paulista. Agora, titular com o interino Dyego Coelho, o centroavante está empolgado com a nova fase e, inclusive, com a chegada do novo comandante, Tiago Nunes, que assume o time em janeiro.

Boselli, inclusive, mantém contato com os compatriotas Lucho González e Marco Ruben, que atuaram sob o comando de Tiago Nunes, para saber o sistema de jogo do novo comandante do Alvinegro. O argentino ficou entusiasmado com o que ouviu e, inclusive, acredita que pode ser o "Ruben de Tiago" em 2020.

Na visão de Boselli, ele possui características de um centroavante que agrada a Tiago Nunes, segundo o que ouviu dos compatriotas. Tanto ele, como Marco Ruben, são centroavantes mais técnicos e que não ficam parados dentro da área.

Por isso Boselli acredita que, se Marco Ruben agradou a Nunes, ele também pode corresponder as exigências táticas do treinador dentro de campo.

Boselli ouviu da dupla de argentinos do Athletico duas coisas que o agradou bastante sobre Tiago Nunes: o treinador mostra conhecimento tático nos treinos e consegue fazer o time executar nos jogos e a bola chega bastante para o centroavante em seu sistema de jogo.

Aliás, a dificuldade de a bola não chegar no ataque era a principal crítica de Boselli sobre Fábio Carille.

"Estou fazendo gols e agora chegou um treinador que foi bem no Athletico e me ajuda na forma de ajudar, não estou pensando em outra equipe a não ser no Corinthians. Estávamos falando de futebol e ele me comentava que o trabalho de Tiago no Athletico é um trabalho muito bom e o que se via dentro de campo era do treino. Tenho visto o Athletico porque jogou com Boca, acompanho sempre o Boca, e é um estilo que eu gosto muito [time do Tiago]. Tem um centroavante que joga como eu, creio que vai potencializar mais o que tenho, hoje estou convencido e seguro que posso ajudar, temos de ter entendimento de equipe", disse Boselli.

Boselli tem contrato com o Corinthians até o fim da próxima temporada e pretende cumprir o vínculo até o final. No entanto, a postura do argentino mudou após a saída de Fábio Carille. Pouco utilizado com o ex-treinador do Alvinegro, ele marcou dez gols em 43 jogos nesta temporada.

Futebol