PUBLICIDADE
Topo

Francês lembra dia em que Van Nistelrooy fez CR7 chorar no treino do United

Louis Saha, Cristiano Ronaldo e Ruud Van Nistelrooy em treino do Manchester United - John Peters/Manchester United/Getty Images
Louis Saha, Cristiano Ronaldo e Ruud Van Nistelrooy em treino do Manchester United Imagem: John Peters/Manchester United/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

15/11/2019 14h33

O ex-atacante Louis Saha, que atuou pelo Manchester United entre 2004 e 2008, revelou em entrevista à revista "Four Four Two" um caso curioso dos bastidores do clube inglês envolvendo o atacante Cristiano Ronaldo.

O jogador francês relembrou a vez que o atacante holandês Ruud Van Nistelrooy fez Cristiano Ronaldo, na ocasião uma jovem promessa do futebol mundial, chorar após uma discussão em um treino no clube inglês.

"Sim, ele o fez chorar. Tiveram algumas histórias que terminaram em discussão no momento em que o pai de Cristiano havia morrido, por isso aquele não era o momento correto (para acontecer aquilo). Coisas assim acontecem quando dois jogadores têm muito caráter, mas tenho certeza que Ruud se arrepende de algumas de suas palavras", analisou Saha, que complementou dizendo que já era possível ver o talento de CR7 naquela época.

"Cristiano era um animal. Não se pode dizer que era humano. Dava pra ver desde que tinha 18 ou 19 anos que não era uma pessoa normal."

Cristiano Ronaldo e Van Nistelrooy erguem taça da Copa da Inglaterra - Matthew Peters/Manchester United/Getty Images
Cristiano Ronaldo e Van Nistelrooy erguem taça da Copa da Inglaterra
Imagem: Matthew Peters/Manchester United/Getty Images

O francês, que "pendurou as chuteiras" na temporada 2012/2013, explicou que nunca teve problemas com Van Nistelrooy mesmo sendo seu concorrente por uma vaga no time titular, que na ocasião era comandado por Sir Alex Ferguson.

"Van Nistelrooy sempre foi muito amável comigo. Ele teve problema com as decisões do técnico, mas nunca comigo. Ele estava obcecado pelos objetivos e eu respeito isso. Ruud tinha este tipo de ego: queria receber todos os passes. Às vezes, foi difícil o técnico gerenciar isso para (estimular) o desenvolvimento de Cristiano Ronaldo e Wayne Rooney", concluiu o francês.

Manchester United