Topo

Seleção Brasileira


Críticas a Tite sobem de tom após revés e fraco desempenho contra Argentina

Tite observa Messi cobrar lateral em amistoso entre Brasil e Argentina - Fayez Nureldine/AFP
Tite observa Messi cobrar lateral em amistoso entre Brasil e Argentina Imagem: Fayez Nureldine/AFP

Do UOL, em São Paulo

15/11/2019 16h05

Não é questão só de derrota para a Argentina, como foi o caso hoje em Riad, na Arábia Saudita, por 1 a 0. Nem também do acúmulo de maus resultados: a seleção brasileira chegou à quinta partida sem vitória, marca que é a terceira pior de sua história. Some esses dois tópicos ao fraco desempenho e à insistência de Tite com um sistema "engessado", e aí você percebe a temperatura esquentar de modo significativo ao redor do treinador.

É como se qualquer noção de satisfação com o título da Copa América, em julho, já fizesse de um passado muito mais distante. A seleção ainda tem mais uma partida amistosa para encerrar sua temporada 2020, contra a Coreia do Sul, na próxima terça (19), em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. A equipe vai a campo pressionada, buscando reação numa tentativa de proteger seu técnico.

Vejamos as reações imediatas do time de blogueiros, comentaristas e repórteres do UOL. Menções a Jorge Jesus, comandante do sensacional Flamengo, líder do Brasileirão, e a Jorge Sampaoli, que conduz o Santos firmemente rumo à Libertadores, não poderiam faltar:

Não é que Tite esteja satisfeito com o desempenho recente da seleção. O técnico, mesmo, falou em se "reinventar" em sua coletiva pré-clássico ontem. Mas o duelo com os argentinos não deu sinais de transformação.

A falta de poder de reação dos jogadores em campo começa a suscitar dúvidas:

Claro que nem tudo se resume, mesmo, a um questionamento às orientações ou decisões de Tite. Individualmente, os atletas também são mencionados:

Seleção Brasileira