Topo

Pottker lembra momentos fora do time e ressalta função defensiva no Inter

Pottker comemora um dos gols do Inter contra o Fluminense pelo Brasileirão - Ricardo Duarte/Inter
Pottker comemora um dos gols do Inter contra o Fluminense pelo Brasileirão Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Do UOL, em Porto Alegre

14/11/2019 17h12

William Pottker voltou. Depois de idas e vindas no departamento médico, o jogador marcou duas vezes na vitória do Inter por 2 a 1 sobre o Fluminense, domingo. Na expectativa para começar a terceira partida seguida, o atacante lembrou dos momentos em que sobrou da equipe com Odair Hellmann e sublinhou a função defensiva que exerce.

Em entrevista coletiva concedida após o treino de hoje, ele ressaltou que não foram apenas as lesões que o impediram de ter sequência. Muitas vezes ele sobrou por opção do comando técnico.

"Na nossa carreira sempre temos problemas de lesão. Pela característica, a forma, o jogo, acaba acontecendo mais. Minha característica de velocidade e potência, acaba tendo este desgaste com o número de jogos no Brasil e os treinos pesados. Mas nunca foi desculpa para nada na minha carreira. Voltei em certos momentos do ano e não tive oportunidade mesmo sem estar machucado. E nem assim deixei de todos os dias, cheguei no mesmo horário para trabalhar. Sabia que chegaria o momento de colher o que eu estava plantando. Mesmo não tendo oportunidade com o professor Odair, trabalhei naturalmente. Estou colhendo agora o que plantei aqui, treinando debaixo de chuva com os companheiros enquanto o grupo estava viajando para jogar. Vale a pena quando se vê o resultado. Estou voltando bem fisicamente e mentalmente", disse Pottker.

Com 25 anos, Pottker disputou 19 partidas na temporada, marcou cinco gols. No Brasileiro são quatro gols em oito jogos.

Atuando aberto pela direita, Pottker deve começar a partida contra o Corinthians, neste domingo. E também citou que suas funções são ofensivas e defensivas, o que acaba o desgastando ao longo dos jogos.

"É por ali que eu atuei praticamente minha carreira toda. E tem que cumprir uma função específica de atacar e defender. Até vejo equipes no Brasil com jogadores desta função sem precisar acompanhar o lateral, ajudar a defesa. Imagina o Pottker, com toda essa força e velocidade, poupando energia para só atender. Eu iria fazer muitos gols, criar muitas chances. Mas eu tenho consciência que jogo para minha equipe. Tenho 10 companheiros no campo que precisam da minha participação. Muitas vezes eu me desgasto dando um tiro para marcar o lateral, tirar a bola na defesa. E ao mesmo tempo tenho que estar na área para fazer o gol. Você vê o quanto isso é desgastante. Mas ao mesmo tempo é prazeroso. Cheguei aqui fazendo isso, jogador de beirada tem que ter este desgaste. Quem não tem, poupa força, mas minha característica é essa e sou feliz de ajudar minha equipe", acrescentou.

Zé Ricardo define o Inter que encara o Timão amanhã, em treino fechado. O jogo será no domingo, às 18h (de Brasília), em São Paulo.

Internacional