Topo

Futebol


Grêmio foge ao próprio padrão e supera até Flamengo em gols de fora da área

Segundo time do Brasileirão que mais fez gols, Grêmio lidera quando assunto é gols de fora da área - Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Segundo time do Brasileirão que mais fez gols, Grêmio lidera quando assunto é gols de fora da área Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

14/11/2019 04h00

O Grêmio tem como modelo de jogo o controle, ataque em bloco e conclusões de muito perto do gol adversário. Mas até aqui, a campanha do time no Campeonato Brasileiro mostra uma ironia. A equipe de Renato Gaúcho é quem mais balançou as redes em finalizações de fora da área. São dez gols atrás da linha branca que marca o início do raio de ação do goleiro.

Para efeito de comparação, o Flamengo tem 13 gols a mais que o Grêmio e é dono do melhor ataque do campeonato. Porém marcou somente cinco vezes de fora da área e está atrás de Atlético-MG e Bahia (que converteram sete vezes), Santos, Athletico, Goiás, Vasco e Cruzeiro (seis vezes).

A estatística está presente no levantamento do Brasileirão feito pelo Footstats. De acordo com o site especializado em dados, o Grêmio acertou 18,2% dos chutes de fora da área.

No percentual, o time gremista é apenas o sexto em gols de longe. Mas quando o parâmetro muda, e entram em cena números absolutos, o time de Renato pula para liderança da lista.

O Grêmio marcou 11 gols nas últimas cinco rodadas, onde venceu todos os jogos. Três deles foram de fora da área (Pepê e Everton contra o Vasco, em São Januário, e Rômulo diante do Internacional, na Arena). Ou seja, quase 30% das bolas na rede na atual série saíram do expediente que chama atenção ao longo do campeonato.

É verdade que Everton tem por característica o drible da ponta para o meio e, na maioria esmagadora das vezes, conclui de uma região que fica fora da área ou muito perto da linha. Também é fato que Jean Pyerre e Luan marcaram gols de falta e conclusão de longe. O Grêmio de Renato Portaluppi, contudo, gosta de explorar o centroavante e de atacar pelos lados. Não à toa teve Pedro Rocha, Fernandinho, Everton e mais recentemente Pepê como figuras destacadas - cada um em escala diferente.

O fato de concluir mais de longe indica repertório, mas principalmente uma transformação. Ao longo da temporada, o Grêmio alterou a estrutura do setor ofensivo. Mais recentemente, adaptou Diego Tardelli e lançou Luciano como jogador avançado. A ideia é fazer com que ambos troquem de função ao longo dos jogos para criar dúvida na marcação e abrir espaço.

O Grêmio volta a campo domingo, diante do Flamengo, pela 33ª rodada. O jogo será em Porto Alegre, às 16h (horário de domingo).

Futebol