Topo

UOL Esporte vê TV


Diretor de futebol do River aposta em permanência de Gallardo para 2020

Gustavo Grossi, diretor de futebol do River Plate, participou do Bola da Vez, da ESPN Brasil - Divulgação
Gustavo Grossi, diretor de futebol do River Plate, participou do Bola da Vez, da ESPN Brasil Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

14/11/2019 16h23

O River Plate vai disputar mais uma final da Libertadores da América no próximo dia 23 de novembro. E grande parte do sucesso do clube argentino tem nome e sobrenome: o técnico Marcelo Gallardo.

Desde que o ex-jogador assumiu o clube, o River voltou ao patamar de protagonista do futebol argentino. O sucesso do técnico não passa despercebido na Europa e seu nome já é especulado no Barcelona, cujo treinador, Ernesto Valverde, sofre constantes questionamentos de torcedores e imprensa.

Apesar do suposto interesse do futebol europeu, o diretor de futebol do River Plate, Gustavo Grossi, disse crer que o comandante seguirá no clube na próxima temporada.

"Existe uma cláusula que abre a possibilidade do Gallardo pensar (em seu futuro). Na minha opinião, acho que ele vai fazer o possível para ficar no River Plate. O projeto em cima dos resultados que queremos conquistar, ganhar a Libertadores e outras coisas, para ele é como um filho. Para sair do River ele precisaria receber um desafio muito importante, caso contrário, ele vai seguir consolidando o seu projeto no clube. Nós temos contrato com ele até dezembro de 2021. Todo ano ele toma suas decisões, analisa as metas cumpridas. As metas já definidas que podem valer ou não para a próxima temporada", disse o dirigente argentino, em entrevista ao programa "Bola da Vez", da ESPN Brasil.

Ao analisar a decisão do torneio continental, em que o River terá o Flamengo pela frente, Grossi apontou que não há como o clube argentino competir com o brasileiro quando o quesito é financeiro.

"Não há como competir com um atleta brasileiro, com a economia e com o futebol brasileiro. Temos 40 milhões de habitantes, 40% das pessoas estão abaixo da linha da pobreza. É um país complicado, que está muito mal. O Brasil não tem concorrente. Somos concorrentes a partir de uma organização cuidadosa, que olha cada detalhe, mas não dá para competir", explicou.

O programa completo com Gustavo Grossi será exibido no próximo sábado (16), às 22h (de Brasília), na ESPN Brasil.

UOL Esporte vê TV