Topo

Alvo de críticas, Daniel Alves é quem mais corre nos jogos do São Paulo

Daniel Alves durante jogo do São Paulo - Marcello Zambrana/AGIF
Daniel Alves durante jogo do São Paulo Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

14/11/2019 04h00

Em apenas três meses, Daniel Alves já deixou a capa de herói e passou a ser alvo de críticas no São Paulo. Até a dedicação do camisa 10 torcedores chegaram a questionar. Faltaria mesmo esforço do astro? Para analisar a questão, o UOL Esporte teve acesso a dados internos do clube sobre o desempenho do lateral direito. Quando atuou por 90 minutos com a camisa do Tricolor paulista, ele foi invariavelmente quem mais correu em campo. A melhor marca registrada foi na vitória por 2 a 1 sobre o Fortaleza, no Pacaembu, quando correu 11,8 quilômetros.

A média do veterano pelo Campeonato Brasileiro, atuando tanto como lateral direito quanto no meio de campo, tem sido de 11 quilômetros percorridos por partida. Das 15 vezes em que entrou em campo, o único jogo em que ele precisou ser substituído no triunfo sobre a Chapecoense, fora de casa, quando sentiu desconforto muscular na coxa direita.

Daniel Alves teve até agora participação direta em quatro gols do São Paulo - sendo que nestes jogos o time balançou as redes apenas 11 vezes. Em três oportunidades ele deu assistências para os companheiros e, na estreia contra o Ceará, deixou a sua marca. São números que deixam muitos torcedores variando da desconfiança às críticas, considerando a elevada expectativa criada por sua contratação.

Curiosamente, quando atuava na Europa, o jogador também apresentou desempenho semelhante temporada após temporada (veja lista abaixo). Vale destacar que, na maior parte destes casos, os seus times tinham ataques bem mais efetivos. O ponto fora da curva nos 15 primeiros jogos do brasileiro em cada temporada foi em 2017, pelo Paris Saint-Germain, quando fez três gols e deu cinco assistências.

Apesar de ter estreado apenas na 15ª rodada, o camisa 10 também tem outras estatísticas como destaques positivos em meio a um cenário de rendimento coletivo decepcionante para seu torcedor. Segundo o Footstats, ele foi um dos quem mais deu passes para finalizações dos companheiros, com 35 ações do tipo. Além disso, só é superado no número de assistências de gols por Antony (que tem cinco em 25 confrontos). Ele ainda conseguiu desarmar os adversários em 30 oportunidades.

Quando o time correu mais?

Nem sempre correr mais se traduz em melhor desempenho ou melhor resultado.

Ainda de acordo com a apuração do UOL Esporte, no empate sem gols com o Flamengo no Maracanã - o primeiro jogo sob o comando de Fernando Diniz -, em que muitos elogiaram o empenho do time, os jogadores tricolores percorreram, no total, 101,9 quilômetros. Nesse caso, os atletas tiveram ações em alta velocidade (superior a 20km/h) em 529 metros e sprints com mais de 25 km/h em 146 metros.

Já na derrota para o Fluminense por 2 a 0 no Morumbi, o time correu 108,52 kms, teve distância de 528 metros a mais com piques de 20km/h e 107 metros a mais de 25 km/h. Para completar, no revés diante do Athletico-PR, o Furacão, os atletas percorreram 103,95 kms, correu a mais de 20 km/h em 720 metros; e 199 metros a mais de 25 km/h.

Primeiros 15 jogos de Daniel Alves por temporada desde 2003:

2003 - Sevilla - 2 gols
2004 - Sevilla - 0
2005 - Sevilla - 1 gol, 3 assistências
2006 - Sevilla - 1 assistência
2007 - Sevilla - 3 assistências
2008 - Barcelona - 1 gol, 3 assistências
2009 - Barcelona - 1 gol, 3 assistências
2010 - Barcelona - 2 gols, 3 assistências
2011 - Barcelona - 1 gol, 3 assistências
2012 - Barcelona - 1 gol, 1 assistência
2013 - Barcelona - 2 gols, 1 assistência
2014 - Barcelona - 3 assistências
2015 - Barcelona - 0
2016 - Juventus - 2 gols, 2 assistências
2017 - PSG - 3 gols, 5 assistências
2018 - PSG (lesionado, Copa)
2019 - São Paulo - 1 gol, 3 assistências

São Paulo