Topo

Como saída de Nico López vira alternativa para chegada de reforços ao Inter

Nico López negocia sua transferência para o Tigres, do México, e deve deixar o Inter - Ricardo Duarte/Internacional
Nico López negocia sua transferência para o Tigres, do México, e deve deixar o Inter Imagem: Ricardo Duarte/Internacional

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

13/11/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Nico López negocia sua transferência para o Tigres, do México, em 2020.
  • O clube está disposto a investir 10 milhões de dólares para chegada do jogador.
  • A negociação é tratada em sigilo pelo Inter, o Tigres e o estafe do jogador.
  • A saída dele, além da questão financeira, abre caminho para chegada de mais um estrangeiro ao Inter.
  • Na expectativa por ter Eduardo Coudet como técnico, o clube poderia atender algum pedido do treinador.

O Internacional já planeja a temporada 2020. Ainda que tenha objetivos em andamento neste fim de ano, cujo principal é classificar-se para a próxima Libertadores, o Colorado analisa o elenco e calcula como irá proceder para qualificar o grupo. Nico López, na mira do Tigres, do México, pode ter participação direta nisso.

Conforme apurou o UOL Esporte, o clube mexicano tem definidas as bases para a chegada do jogador. Está disposto a investir um valor aproximado de 10 milhões de dólares (R$ 41,6 milhões) para contratação dele, valor que deixa o assunto bastante adiantado. Resta a oficialização da proposta para concretização do acordo, tratado como "encaminhado". O assunto, porém, é tratado em sigilo por todos os lados da negociação.

O uruguaio perdeu espaço neste fim de ano. Reserva desde a chegada de Zé Ricardo, se envolveu em polêmica ao entrar em campo no Gre-Nal, mesmo sem ter sido utilizado, para reclamar do árbitro, levando amarelo e ficando suspenso do jogo seguinte.

Em entrevista coletiva, o diretor executivo de futebol do Inter, Rodrigo Caetano, admitiu que o clube tomaria providências internas e disse que havia conversado com o jogador sobre a conduta na ocasião.

Nico está no Inter desde 2016. Entre idas e vindas, já foi preterido, reserva utilizado com frequência, titular absoluto e observado pela seleção uruguaia, e agora mostra novamente a curva inferior da oscilação. Neste ano são 47 jogos e oito gols marcados. Em maio, ele renovou contrato e ganhou valorização salarial. O vínculo atual vai até julho de 2021.

Se confirmando a venda dele, a quantia paga pelos mexicanos auxiliará em um investimento futuro do clube. Mas não é apenas o aporte financeiro que interessa. Com a expectativa de chegada de Eduardo Coudet para 2020, é natural que o treinador indique jogadores com os quais já trabalhou ou quem conhece de forma mais próxima. E o excesso de estrangeiros poderia se tornar um empecilho.

A saída de Nico, combinado com o fim do empréstimo de Tréllez, já abriria vagas para atletas da preferência do novo técnico, sendo outro ponto importante na reformulação do time.

Na Argentina ganha força o possível interesse do treinador que atualmente defende o Racing em chegar ao Inter, no ano que vem, acompanhado pelo atacante Nacho Fernández, que hoje está no River. Meia-atacante de 29 anos, o atleta tem 17 jogos e cinco gols na atual temporada.

Internacional