Topo

UOL Esporte vê TV


Chico Pinheiro lamenta racismo em clássico mineiro: "Que atraso"

Chico Pinheiro apresenta o "Bom Dia Brasil" - Reprodução/TV Globo
Chico Pinheiro apresenta o "Bom Dia Brasil" Imagem: Reprodução/TV Globo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

11/11/2019 10h05

O ato de racismo por parte de um torcedor do Atlético-MG no empate sem gols com com Cruzeiro, no Mineirão, incomodou Chico Pinheiro. Durante o último bloco do Bom Dia Brasil desta segunda-feira, dedicado aos gols da 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, o apresentador, atleticano declarado, lamentou o ocorrido e recordou alguns jogadores negros que vestiram a camisa do Galo.

"Esse torcedor do Atlético, se é que é torcedor do Atlético mesmo, não entende que a segunda pele dele, a camisa do Atlético, é branca e preta. E mais, ele esquece que o Atlético teve Ronaldinho Gaúcho, Reinaldo, Dadá Maravilha, entre outros. Todos negros. E que o Rei do Futebol, mineiro de Três Corações, o Rei Pelé... Que cor é a pele dele, torcedor? O pai dele jogou no Atlético", disse Chico.

"Inacreditável a gente ter que lembrar tudo isso", completou Carol Barcellos.

"Que atraso", concluiu Pinheiro.

Através de suas redes sociais, o Atlético-MG afirmou que 'repudia veementemente qualquer ato de violência, incluindo racismo, injúria ou ofensa moral, seja no estádio ou fora dele'.

UOL Esporte vê TV