Topo

Futebol


Libertadores fica distante e Vasco tenta fugir de vez da 'zona da confusão'

Vasco e CSA empataram no duelo do turno e se enfrentam hoje no estádio Rei Pelé (AL) - GILSON BORBA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Vasco e CSA empataram no duelo do turno e se enfrentam hoje no estádio Rei Pelé (AL) Imagem: GILSON BORBA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

10/11/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Vasco emplacou cinco jogos sem derrota e chegou a se aproximar do G-6
  • Time, no entanto, caiu de rendimento, está há quatro jogos sem vencer e ficou distante do grupo de classificação para a Libertadores
  • Com 39 pontos, Cruzmaltino ficará bem próximo de se livrar do rebaixamento se vencer o CSA hoje

A sequência de cinco jogos de invencibilidade - com três vitórias e dois empates - fez o torcedor do Vasco sonhar com uma vaga na Copa Libertadores de 2020 e o técnico Vanderlei Luxemburgo chegou a "olhar para cima" na tabela do Campeonato Brasileiro. No entanto, a equipe teve uma queda de rendimento, está há quatro partidas sem vencer, o G-6 ficou distante e o foco voltou a ser o estipulado desde o início: fugir da chamada "zona da confusão", como Luxa costuma dizer.

Hoje (10), às 19h, no estádio Rei Pelé (AL), o Cruzmaltino enfrenta o CSA e tem a chance de praticamente carimbar a permanência na Série A ano que vem. Com 39 pontos, o Vasco pode chegar a 42, e já há matemáticos que calculam que até mesmo esta pontuação já é suficiente para se livrar da queda em 2019.

"Tivemos uma sequência boa de vitórias e falaram bem. Não me assusta. Temos os jogos necessários para sair da confusão. Nunca falei que meu time era para outra competição. Nossa competição é diferente. Não adianta insistir", disse Luxemburgo após a derrota para o Palmeiras por 2 a 1, embora tenha usado, em outros momentos, o discurso de "olhar para cima".

De volta à equipe após cumprir suspensão diante dos paulistas, o jovem volante Bruno Gomes, de apenas de 18 anos, ainda prefere não pensar somente em fugir da zona de rebaixamento e nutre esperança em colher algo melhor ao final da competição.

"Estou vivendo um ano muito positivo, conseguindo realizar um sonho, mas seria melhor se a gente conseguisse algo maior no Brasileiro como uma Libertadores ou uma Sul-Americana. O Vasco é grande e tem que sonhar em coisas melhores", avaliou.

Para a partida, Vanderlei Luxemburgo não poderá contar com o zagueiro Leandro Castan e o atacante Marrony, suspensos. Ricardo Graça e Ribamar são os favoritos para ocuparem as vagas.

Em compensação, além de Bruno Gomes, o treinador terá a volta do volante Richard.

FICHA TÉCNICA:
CSA X VASCO

Local: Rei Pelé, Maceió (AL)
Data e hora: Domingo (10), às 19h (horário de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)
Auxiliares: Éder Alexandre (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)
VAR: Adriano Milczvski (PR)

CSA: João Carlos; Celsinho, Alan Costa, Luciano Castan e Euller; João Vitor, Dawhan, Jonatan Gómez e Apodi; Warley (Bustamante) e Ricardo Bueno. Técnico: Argel Fucks

VASCO: Fernando Miguel, Yago Pikachu, Oswaldo Henríquez, Ricardo Graça e Danilo Barcelos; Richard, Raul, Bruno Gomes e Guarín (Felipe Ferreira ou Marcos Júnior); Rossi e Ribamar. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Futebol