Topo

Goleador da Chape foi emprestado 3 vezes e não conseguiu sucesso no Grêmio

Everaldo, jogador do Chapecoense, é formado na base do Grêmio e marcou no jogo do primeiro turno - Pedro H. Tesch/AGIF
Everaldo, jogador do Chapecoense, é formado na base do Grêmio e marcou no jogo do primeiro turno Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

10/11/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Everaldo, artilheiro da Chapecoense, foi formado pela base do Grêmio.
  • O jogador nunca conseguiu comprovar seu valor e acabou cedido para três empréstimos.
  • Desligado do clube em 2015, atuou em uma série de clubes até defender a Chape.
  • No primeiro turno do Brasileiro, Everaldo fez um dos gols do empate em 3 a 3 contra sua primeira equipe.

Everaldo conviveu com a dura rotina dos jogadores que são emprestados em um grande clube. A cada ida e volta, tentava ganhar espaço mas acabava esbarrando nos planos da direção, da comissão técnica e na concorrência. Hoje goleador da Chapecoense, ele revê seu clube formador, o Grêmio, no jogo de hoje (10) às 19h (de Brasília), na Arena, Condá, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Dos 25 gols marcados pelo time do oeste catarinense no nacional, o atacante de 28 anos é autor de 11. Quase a metade. Nos últimos cinco jogos em que esteve em campo, marcou em três.

Mas a rotina de gols não passou muito da base do Grêmio. Contratado ainda nos times inferiores do Esportivo de Bento Gonçalves, o gaúcho natural de Garibaldi, na serra do Rio Grande do Sul, era conhecido pelo faro artilheiro antes de chegar ao principal. Mas jamais conseguiu repetir os feitos na equipe de cima.

A primeira chance veio em 2010. Com apenas 19 anos, foi relacionado pelo técnico Silas Pereira para uma partida contra o Atlético-MG pelo Brasileiro. Não chegou a entrar e em seguida veio o retorno para a base.

No ano seguinte, Celso Roth e Renato Gaúcho chegaram a dar algumas oportunidades para ele. A estreia veio em mais um jogo contra o Galo, nos cinco minutos finais da partida da 33ª rodada daquele Brasileirão.

Sem espaço em meio à reformulação do elenco, Everaldo começou, em 2012, a conviver com o que se tornaria rotina na passagem pelo Tricolor: empréstimo e retornos. Foi para o Caxias e no ano seguinte ao CSA, onde marcou 13 gols em 27 partidas, sendo artilheiro da equipe.

Em novo status, regressou para temporada 2014. Estava no "time B" que abriu aquele Gauchão. Era o centroavante na equipe que revelou Everton e Luan, subiu ao principal em seguida, até marcou gols, mas novamente foi preterido ao longo da temporada. Cedido ao Figueirense, acabou em Santa Catarina aquele ano com seis gols em 25 jogos.

Depois do bom desempenho longe do Tricolor, a rotina persistiu. Everaldo voltou para 2015 e, já com 24 anos, foi reaproveitado por Luiz Felipe Scolari. O Grêmio convivia com recursos limitados, se desfez dos principais jogadores, e ele acabou utilizado em sete partidas do Estadual. Novamente não foi aprovado e saiu definitivamente do clube com o Figueirense como destino novamente.

Depois do desligamento do Tricolor, Everaldo correu o mundo. Jogou em Paysandu, Água Santa, Santa Cruz, Atlético-GO e Novorizontino, no Brasil, no Al-Faiasaly, na Arábia Saudita, e no Querétaro, do México, até a Chapecoense, onde soma 17 gols em 48 jogos na temporada. Seus direitos ainda pertencem ao clube mexicano e o empréstimo vence ao fim da temporada.

Não será o primeiro encontro do jogador com o ex-clube. Everaldo venceu duas vezes e empatou uma vez com o time que o formou atuando pelo Figueirense. E marcou um dos gols da Chape no empate em 3 a 3 do primeiro turno do Brasileiro.

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE X GRÊMIO

Data e hora: 09/11/2019 (Domingo), às 19h (Brasília)
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Correa e Carlos Henrique de Lima Filho (ambos do RJ)
Árbitro de vídeo: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)
CHAPECOENSE: João Ricardo, Renato, Rafael Pereira (Hiago), Douglas e Bruno Pacheco; Amaral, Márcio Araújo e Camilo; Roberto, Dalberto e Everaldo
Técnico: Marquinhos Santos
GRÊMIO: Paulo Victor; Rafael Galhardo, Geromel, Kannemann e Juninho Capixaba; Michel (Rômulo), Matheus Henrique, Alisson, Diego Tardelli (Thaciano) e Everton (Pepê); Luciano.
Técnico: Renato Gaúcho

Grêmio