Topo

Futebol


Mulher de Allan relata medo e reclama de torcedores após ter casa invadida

Allan, meia do Napoli - Emilio Andreoli/Getty Images
Allan, meia do Napoli Imagem: Emilio Andreoli/Getty Images

Do UOL

Em São Paulo

09/11/2019 13h37

Depois de se revoltar em vestiário e xingar o filho do presidente do Napoli, o volante Allan teve sua casa invadida e roubada em Nápoles, na Itália, segundo sua mulher Thais Valentim.

Ela protestou no Instagram contra os ataques sofridos pelo jogador brasileiro depois de o jornal La Gazzetta dello Sport revelar que ele liderou um "motim" no vestiário do clube na última terça-feira, com Allan e sua família passando a sofrer ataques de torcedores desde então e citou a invasão de sua casa.

Thais disse ter sido insultada nas redes sociais e em um mercado quando foi fazer compras e revelou que o medo cresceu após sua casa ter sido invadida.

"Primeiro o meu marido é atacado não pelo que faz em campo, mas por acusações supostamente criadas por aqueles que querem distorcer a verdade. E depois sou insultada todos os dias nas redes sociais com palavras maliciosas, nesta semana, mesmo enquanto fazia compras. Este enorme medo cresceu ontem à noite! Pessoas que entram escondidas em nossa casa em plena luz do dia, comigo sozinha em casa, colocando o caos, sujando tudo no berçário, nossa intimidade violada. Meus filhos choraram aterrorizados!", reclamou a mulher do jogador.

"Desde que chegamos a Nápoles fomos muito bem recebidos, mas agora as pessoas não podem usar notícias falsas para fazer isso com uma família com crianças, isso não é futebol, não é torcer", completou.

Allan foi citado pela publicação italiana como um dos líderes da revolta dos jogadores do Napoli, tendo uma discussão ríspida com o vice-presidente do clube, que foi ao vestiário cobrar o elenco depois do empate com o Red Bull Salzburg pela Liga dos Campeões, na terça-feira.

Futebol