Topo

Palmeiras: jogar contra o Corinthians no Pacaembu e sem Carille é bom sinal

Fernando Prass comemora defesa de pênalti contra o Corinthians no Pacaembu, em 2016 - Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Fernando Prass comemora defesa de pênalti contra o Corinthians no Pacaembu, em 2016 Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

08/11/2019 04h00

O Palmeiras enfrenta amanhã (9) o Corinthians, a partir das 19h, no rstádio do Pacaembu. Boa parte da torcida palmeirense lamentou o fato de o Allianz Parque estar ocupado por um show (e por vontade da Globo), mas o retrospecto mostra que a partida ter saído da arena pode ser um bom sinal.

No Allianz, foram sete jogos entre os dois rivais, com quatro vitórias do Alvinegro, um empate e dois triunfos dos mandantes. Os corintianos são, de longe, os que mais conseguiram vencer em domínio palmeirense.

No último jogo entre eles no Pacaembu, em contrapartida, o Palmeiras venceu por 1 a 0 com gol de Dudu. A comemoração entrou para a história, com o camisa 7 roubando um chapéu de um jornalista para relembrar a sua chegada ao Palestra Itália após negociar com o Alvinegro. Naquele dérbi, Fernando Prass ainda defendeu um pênalti. A última derrota palmeirense no clássico atuando no estádio municipal foi registrada em 2012.

Por outro lado, a história do clássico no Allianz ainda tem o jogo que vai demorar para sair da memória dos torcedores, na final do Paulista de 2018. Na ocasião, o Corinthians venceu por 1 a 0 e sagrou-se campeão nos pênaltis. O encontro ficou marcado por um pênalti marcado a favor do Alviverde que foi cancelado.

Outro bom sinal para o Palmeiras é que o Corinthians não tem mais Fábio Carille. O treinador deixou a equipe de Parque São Jorge após o revés contra o Flamengo e tem no seu currículo uma vantagem enorme contra o arquirrival.

Sob o comando do agora ex-treinador, foram nove partidas do Alvinegro enfrentando os palmeirenses, com sete vitórias, um empate e só uma derrota. O aproveitamento é incrível e chega perto dos 82%. Seu único revés, inclusive, foi na Arena Corinthians.

Agora com Dyego Coelho como interino, enquanto Tiago Nunes não assume, o Corinthians tenta vencer a segunda consecutiva e manter vivo o sonho de ter uma vaga na Libertadores de 2020. O Alviverde, por sua vez, quer continuar a caçada ao líder Flamengo.

Palmeiras