Topo

Vice do Atlético-MG não deseja reeleição em 2020: "Fecho ciclo de 11 anos"

Lásaro Cândido Cunha, vice-presidente do Atlético-MG - Divulgação/Atlético-MG
Lásaro Cândido Cunha, vice-presidente do Atlético-MG Imagem: Divulgação/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

07/11/2019 11h17

Lásaro Cândido Cunha, vice-presidente do Atlético-MG, não tentará uma reeleição ao fim de 2020. Um dos responsáveis pelo departamento jurídico do clube há 11 anos, ele deixará a direção no próximo pleito, marcado para dezembro do próximo ano.

"Deixarei o Atlético no final do mandato [de Sérgio Sette Câmara], final de 2020", disse por meio de mensagem telefônica ao UOL Esporte.

A saída de Lásaro Cândido Cunha foi inicialmente informada pelo Superesportes e confirmada pelo UOL com o próprio dirigente.

Lásaro Cunha foi diretor jurídico do Atlético durante a gestão de Alexandre Kalil. Conselheiro do clube, ele se manteve no cargo no decorrer da administração de Daniel Nepomuceno. Na eleição de Sérgio Sette Câmara, o advogado concorreu como vice-presidente. Ele toma decisões do futebol ao lado do mandatário e do diretor executivo Rui Costa.

Atlético-MG