Topo

Polêmica e discurso de perseguição abafam pior sequência de Luxa no Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

07/11/2019 04h00

Sobraram reclamações do Vasco em relação à arbitragem na derrota para o Palmeiras por 2 a 1, ontem (6), em São Januário. Literalmente, elas foram do porteiro ao presidente, passando também pelo técnico Vanderlei Luxemburgo e deixando em segundo plano uma constatação: com o resultado, o treinador amargou sua pior sequência no comando do Cruzmaltino, estando agora a quatro jogos sem vencer - duas derrotas e dois empates.

Estacionado nos 39 pontos, o Vasco viu esfriar bastante o sonho de alcançar uma vaga na Copa Libertadores de 2020, algo bastante falado internamente no clube e entre os jogadores, mas rechaçado por Luxa publicamente.

"Tivemos uma sequência boa de vitórias e falaram bem. Não me assusta. Temos os jogos necessários para sair da confusão. Nunca falei que meu time era para outra competição. Nossa competição é diferente. Não adianta insistir", declarou.

Luxemburgo foi muito questionado pela escalação diante do Palmeiras, com o meio de campo formado por Fellipe Bastos, Raul, Guarín e Bruno César, mas o treinador não concorda que a escalação tenha sido um fator preponderante para a derrota.

"Nós tivemos possibilidades. Como o lado esquerdo estava com o Guarín, eu trouxe o Bruno César para lá e o Marrony por dentro. Conseguimos algumas situações. Não vi a derrota do Vasco passando pela escalação", avaliou.

São Januário perde a força

Tido como o "12º jogador" do Vasco, o estádio de São Januário perdeu sua força no returno do Campeonato Brasileiro. Dos seis jogos disputados até aqui, o Cruzmaltino venceu apenas dois, empatou um e foi derrotado em três.

Na avaliação de Luxemburgo, o motivo pode ser a forma mais ofensiva que a equipe se apresenta jogando em seus domínios:

"Acho que é a maneira de jogarmos aqui. Por obrigação, jogamos diferente daquilo que estamos acostumados a jogar. Somos mais reativos e aqui (São Januário) saímos mais, ficamos mais vulneráveis".

O Vasco agora viaja para Alagoas onde neste domingo (10) enfrenta o CSA.

Vasco