Topo

Grêmio renova com goleiro chamado por Tite e põe multa de R$ 225 milhões

Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

07/11/2019 20h19

O Grêmio acertou a renovação de Phelipe Megiolaro, goleiro convocado por Tite para os amistosos da seleção principal no ano passado. O vínculo entre o jovem e o clube gaúcho é estendido justamente quando a posição no time titular vive dias de incerteza com Paulo Victor. Aos 20 anos, o atleta renova contrato até o final de 2022.

A informação foi publicada pelo globoesporte.com e confirmada ao UOL Esporte. O novo contrato será assinado nesta sexta-feira (8) pelo jogador.

A multa para clubes europeus foi estipulada em 50 milhões de euros (R$ 225,5 milhões na cotação atual). A clásula de saida para clubes brasileiros é de 55 milhões de euros.

Megiolaro foi chamado por Tite para os jogos contra Arábia Saudita e Argentina. Dentro da política da seleção de dar rodagem a jovens goleiros com histórico de convocação em seleções de base. No Grêmio, Phelipe Megiolaro convive com status de destaque há tempos.

A estreia no time principal ocorreu neste ano. Ele atuou diante do Fortaleza, no Ceará, em substituição a Paulo Victor. O camisa 1 tem sido alvo de críticas por recentes falhas, mas segue dono da posição até o fim da temporada. O reserva imediato, Julio César, está lesionado. Com isso, Megiolaro tem revezado com Brenno a condição de suplente.

A renovação de Phelipe Megiolaro segue política recente do Grêmio. Nos últimos meses, o clube ampliou o vínculo de vários jovens oriundos das categorias de base - como Pepê, Jean Pyerre e Darlan.

Grêmio