Topo

Dani Alves diz "não ser salvador da pátria", mas não quer desistir do SPFC

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

07/11/2019 23h30

Daniel Alves lamentou o desempenho do São Paulo na derrota de hoje, por 2 a 0, sobre o Fluminense. O badalado camisa 10 entendeu o fato de o time deixar o Morumbi vaiado pela torcida. Principal reforço do clube na temporada, ele negou ser o salvador da pátria, mas prometeu fazer o possível para melhorar a situação do Tricolor paulista.

"Vou cometer erros, mas não vou desistir do meu objetivo aqui dentro desse clube. Sei das dificuldades que existem dentro do clube. Não sou o salvador da pátria, mas sou alguém que vai ajudar para que a pátria seja um pouquinho melhor. Dentro dessa leitura, temos de seguir fortes mentalmente. A gente sabe que o clube atravessa um momento que não é dos melhores da sua história. É normal que as pessoas, principalmente os torcedores, exijam, porque eles têm o mesmo sentimento que a gente, de querer uma estabilidade para o clube. E é com essa intenção que venho aqui, descanso muito porque quero dar o melhor aqui. Não podemos desistir da nossa missão", disse Daniel Alves.

Para o badalado lateral direito, a oscilação de rendimento é um dos principais problemas do São Paulo neste Campeonato Brasileiro. Com a derrota de hoje, o time caiu da quarta para a quinta colocação na tabela de classificação do nacional - sendo ultrapassado pelo Grêmio.

"A gente sempre busca ter atuações equilibradas. A gente sempre tenta se manter nos objetivos. Nós temos de saber que somos uma equipe que oscila muito, sobretudo no mental. São coisas que temos de melhorar. Temos de ter a frieza de ter um controle sobre o si. Dentro de um clube, você pode errar, ou acertar, só não pode desistir", completou Daniel Alves.

São Paulo