Topo

Liga dos Campeões 2019/2020


Thiago Silva faz pênalti, mas Navas salva e PSG vai às oitavas da Champions

Jogadores do PSG abraçam Icardi após gol contra o Club Brugge - FRANCK FIFE / AFP
Jogadores do PSG abraçam Icardi após gol contra o Club Brugge Imagem: FRANCK FIFE / AFP

Do UOL, em São Paulo

06/11/2019 18h52

O PSG venceu o Club Brugge por 1 a 0 hoje, no Parc des Princes, e garantiu sua passagem para as oitavas de final da Liga dos Campeões. Ainda sem Neymar, que se recupera de lesão, o gol feito por Icardi transformou o time francês no primeiro classificado do grupo A. Thiago Silva ainda cometeu pênalti sobre Diagne no segundo tempo, mas Keylor Navas defendeu a cobrança do senegalês e "salvou" o colega brasileiro.

O resultado levou a equipe francesa à marca de 12 pontos, com 100% de aproveitamento nos quatro jogos disputados até o momento. Como o terceiro colocado Brugge tem apenas dois pontos, o PSG já garantiu pelo menos a segunda posição (e, consequentemente, a vaga para próxima fase) e lidera o grupo com cinco pontos a mais do que o Real Madrid, que goleou o Galatasaray por 6 a 0.

O gol parisiense saiu aos 21 do primeiro tempo. Dagba, pela direita, cruzou rasteiro e viu a bola passar por Di María e chegar até Icardi, que completou para a rede. O VAR ainda revisou a jogada - sem chamar o árbitro escocês Bobby Madden ao monitor - e apontou posição legal do argentino.

A vantagem no placar devolveu ao PSG a tranquilidade e o controle de jogo que foram ameaçados nos minutos antes do gol. Aos 19, por exemplo, todo o time francês estava no campo de defesa, e os belgas do Brugge tocavam a bola no ataque em busca de espaço.

Ainda mais cedo, aos seis minutos, Okereke recebeu passe na área, girou o corpo e finalizou para fora. Faltou pontaria, mas a liberdade dada a ele naquele momento deixou o Parc des Princes apreensivo. Do outro lado, a falta cobrada por Di Maria aos quatro foi bem defendida por Mignolet.

O Brugge não chegou ao empate, mas não desistiu de buscá-lo no segundo tempo. Aos cinco, por exemplo, Dennis chutou para o gol e viu a bola desviar em Okereke; mesmo assim, ela seguiu até a meta e exigiu boa defesa de Navas, que ainda voltou a salvar o PSG no rebote de Okereke.

Mbappé teve chance de liquidar a partida dois minutos depois, mas furou na tentativa de dominar um cruzamento que veio da esquerda. A bola seguiu até o outro lado do ataque, mas Dagba chegou atrasado e não conseguiu dominá-la corretamente.

O maior susto ainda estava por vir: na metade do segundo tempo, o brasileiro Thiago Silva cometeu pênalti sobre Diagne, mas o jogador senegalês não brilhou na cobrança e facilitou o trabalho de Navas. O goleiro defendeu sem oferecer qualquer rebote ao time belga.

Christian Hartmann/Reuters
Imagem: Christian Hartmann/Reuters