Topo

Futebol


Junior Urso critica entrevistas de Carille e clima ruim com elenco

Júnior Urso, volante do Corinthians, marcou um gol na vitória do Corinthians hoje - Gabriel Carneiro/UOL
Júnior Urso, volante do Corinthians, marcou um gol na vitória do Corinthians hoje Imagem: Gabriel Carneiro/UOL

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

06/11/2019 23h12

Após marcar um dos gols da vitória do Corinthians contra o Fortaleza por 3 a 2, hoje (6), na Arena de Itaquera, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, o volante Junior Urso confirmou o clima ruim do elenco com o técnico Fábio Carille, demitido após goleada por 4 a 1 contra o Flamengo.

O camisa 11 disse que nem todos do elenco gostavam das entrevistas de Carille. Urso disse que entendia a postura do técnico, mas que não concordava.

"A única coisa que eu acho que nem todo mundo concordou acho que foi as entrevistas, mas, como eu já disse uma vez, cada ser humano tem um limite e o Carille já fez muita coisa aqui dentro do Corinthians. Difícil para mim falar, porque eu cheguei esse ano, não tem como ficar falando muito também, muita gente interpreta 'ah, o Urso fala demais' ou algo do tipo. Não quero assumir esse peso, Corinthians representa muita coisa, não quero assumir esse peso de 'falador', mas Carille fez muita coisa aqui dentro, é difícil escutar algumas coisas, o Carille acabou extravasando ali, a gente entende perfeitamente o lado dele. A gente entende, mas nem por isso todo mundo vai concordar com as coisas que foram ditas, mas respeitamos, eu respeito, sou muito grato a ele, ele que me pôs aqui, mas são águas passadas, agora é com o Coelho, que começou muito bem", afirmou Urso.

O UOL Esporte revelou com exclusividade no último sábado que todo o elenco havia ficado revoltado com a entrevista coletiva de Fábio Carille no dia anterior.

O que mais mexeu com os atletas é, que na visão deles, Carille deixou a entender que eles são incapacitados pois o treinador disse que os jogadores não conseguem executar o que ele passa no dia a dia e nos jogos.

"Vergonha. Não preciso olhar como torcedor, não, tenho que olhar como comissão e ser ciente daquilo. Vergonhoso, não parece um time treinado, parece que se junta no vestiário e vai para o jogo. Você passa informações e depois tá na beira do campo e isso não é feito. Não está faltando raça, mas tecnicamente a gente tem que ser melhor", disse Carille.

Futebol