Topo

Flamengo busca ajudar, e cias. aéreas facilitam trocas para rubro-negros

Estádio Monumental de Lima receberá a final da Libertadores entre Flamengo e River - Fernando Donasci/Folhapress
Estádio Monumental de Lima receberá a final da Libertadores entre Flamengo e River Imagem: Fernando Donasci/Folhapress

Alexandre Araújo, Leo Burlá e Beatriz Cesarini

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP)

06/11/2019 13h07

Resumo da notícia

  • Sede da final da Libertadores foi transferida de Santiago para Lima
  • Preço de passagens para a capital peruana dispararam após anúncio
  • Procon vai notificar companhias aéreas em caso de preços abusivos
  • Cias. sinalizam cooperação para quem já comprou passagens para Santiago
  • Jurídico do Flamengo vai atrás também de empresas de hotelaria

Diante da troca da cidade-sede da final da Libertadores de Santiago, no Chile, para Lima, no Peru, o Flamengo está entrando em contato com empresas envolvidas em reservas de hotéis e com companhias aéreas para pedir que possam flexibilizar a política de cancelamentos e trocas, visando minimizar qualquer prejuízo que os torcedores possam ter. Paralelamente a isso, algumas companhias, como a Latam e a Gol, anunciaram que vão abrir exceções para os rubro-negros que precisem fazer alterações nas passagens previamente compradas.

Rodrigo Dunshee, vice-presidente geral e jurídico do Rubro-Negro, salientou que o cancelamento foi causado por um evento de força maior, neste caso, os protestos que acontecem no Chile, que inviabilizaram a realização da partida decisiva no Estádio Nacional.

"Estamos oficiando empresas de reservas de hotéis e passagens e cias aéreas e pedindo que flexibilizem as regras de cancelamento, dado que é um momento de grave tensão popular no Chile e o cancelamento foi derivado de caso fortuito e força maior. Somos parte do espetáculo e não organizadores, mas não podemos deixar de tentar ajudar. Faremos agradecimento às empresas que foram éticas e parceiras da torcida do Flamengo nesse momento", disse, ao UOL Esporte.

Diante da alteração do local da decisão, a Latam decidiu oferecer exceções comerciais aos passageiros que têm passagens compradas para Santiago entre os dias 18 e 23 de novembro. Os torcedores que apresentarem o ingresso comprado para a final da Libertadores poderão trocar o voo para Lima (Peru) ou ter o reembolso sem multa para os bilhetes aéreos não utilizados.

"As exceções comerciais serão oferecidas aos clientes que apresentarem documentação (ingresso confirmado) para o evento e que tenham emitido a sua passagem aérea até 5 de novembro de 2019, além de seus acompanhantes com reservas nos mesmos voos e datas", declarou a Latam em comunicado enviado ao UOL Esporte.

A Gol Linhas Aéreas também se prontificou a facilitar a vida dos torcedores que compraram passagens para Santiago exclusivamente para assistir ao jogo entre River e Flamengo. Os passageiros poderão remarcar o bilhete sem custos adicionais.

"A GOL informa que vai liberar a remarcação sem custo para os clientes impactados pela mudança do jogo da final da Libertadores, assim como permitirá o cancelamento com crédito para os próximos voos ou reembolso integral. Para mais informações, é possível entrar em contato pelo telefone 0300 115 2121", declarou a empresa em comunicado oficial.

A final da Libertadores vai acontecer no dia 23, em Lima, entre Flamengo e River Plate, da Argentina.

Flamengo