PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Deyverson tem nova chance para não entrar na lista de dispensa do Palmeiras

Deyverson cumprimenta Daniel Alves durante partida entre Palmeiras e São Paulo - Bruno Ulivieri/AGIF
Deyverson cumprimenta Daniel Alves durante partida entre Palmeiras e São Paulo Imagem: Bruno Ulivieri/AGIF

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

06/11/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Deyverson deve ter seu último jogo como titular antes do retorno de Luiz Adriano
  • Atacante precisa conquistar espaço com Mano Menezes para continuar nos planos para 2020
  • Borja, um de seus concorrentes, pode sair no ano que vem após ser "esquecido"
  • O Palmeiras pega o Vasco às 21h30 e precisa ganhar para diminuir a diferença do Fla para cinco pontos

Deyverson tem mais uma chance para mostrar ao Palmeiras que merece ficar no elenco de 2020. A partir das 21h30 de hoje (6), diante do Vasco, em São Januário, o atacante deve ter a sua última oportunidade como titular antes do retorno de Luiz Adriano, que deve ficar no banco de reservas nesta rodada após se recuperar de lesão muscular.

Ainda com fé em uma derrocada do Flamengo, que está na liderança com oito pontos de vantagem, o Alviverde disputa o Brasileirão deste ano já de olho no planejamento para a próxima temporada. O presidente Maurício Galiotte já avisou que quer contratar protagonistas e sabe que Miguel Borja pode deixar o elenco.

Encostado, o colombiano começa a considerar a saída do país após ter desembarcado no Palestra Itália como a contratação mais cara da história, ultrapassando os R$ 50 milhões. Para não seguir o mesmo caminho, Deyverson aposta no retrospecto recente atuando no estádio do jogo de hoje. Ele foi o autor do gol que garantiu o Nacional em 2018.

"Estou empolgado com esse jogo com o Vasco, por tudo que representou marcar aquele gol no Rio. Parece que foi ontem que vivemos esse momento e fui abençoado na hora e no lugar certo para fazer o gol do título. Espero que esse reencontro seja mais uma vez bom para gente, sair de lá com os três pontos. Sabemos que vai ser um jogo difícil, o Vasco é uma grande equipe, muito bem montada, vivendo um momento muito bom com o Luxemburgo, mas quem sabe eu possa marcar de novo e ajudar o nosso grupo na briga pelo título. Enquanto temos chances, vamos brigar", afirmou o atacante.

Na avaliação de momento feita pela diretoria e comissão técnica, entre Deyverson e Borja, há algumas diferenças consideráveis. O primeiro é apontado como "maluquinho", mas com capacidade de assimilar conceitos táticos pedidos pelos treinadores, mesmo que haja a limitação tática. Já o colombiano é considerado limitado tecnicamente e com dificuldades de entender as estratégias adotadas pelos comandantes.

Todos do time passam por observação para a definição da próxima temporada. Por isso, para conhecer todas as peças à disposição, Mano Menezes já testou quase todos do elenco. Apenas Edu Dracena, Antônio Carlos e Victor Luís ainda não receberam chance com o treinador.

O Palmeiras ainda tem outras dúvidas para montar sua equipe. Felipe Melo está suspenso pelo STJD e deve ser substituído por Thiago Santos. Willian, Zé Rafael, Lucas Lima e Gustavo Scarpa brigam entre eles por duas vagas.

O Alviverde se apoia, também, no bom retrospecto contra o Vasco e até contra Vanderlei Luxemburgo. Nos últimos cinco encontros contra times comandados pelo treinador, o time paulista levou a melhor, com três triunfos, um empate e só uma derrota. Contra a equipe carioca, os palmeirenses também têm boas lembranças, com só duas derrotas nos últimos 10 jogos entre eles.

FICHA TÉCNICA
VASCO X PALMEIRAS

Data: 06 de novembro de 2019, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci (SC)
Assistentes: Helton Nunes e Henrique Neu Ribeiro (ambos de SC)
VAR: Heber Roberto Lopes (SC)

VASCO: Fernando Miguel; Yago Pikachu, Oswaldo Henríquez, Leandro Castan e Danilo Barcelos; Fellipe Bastos, Raul (Marcos Júnior ou Felipe Ferreira) e Guarín; Rossi, Ribamar e Marrony. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

PALMEIRAS: Weverton; Mayke (Marcos Rocha), Vitor Hugo, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Bruno Henrique e Gustavo Scarpa; Willian (Zé Rafael), Dudu e Deyverson. Técnico: Mano Menezes

Palmeiras