Topo

Futebol


CR7 tem gol "roubado" e chega a 30 cobranças sem marcar de falta pela Juve

Cristiano Ronaldo cobra uma falta pela Juventus contra o Lokomotiv Moscou - Dimitar Dilkoff/AFP
Cristiano Ronaldo cobra uma falta pela Juventus contra o Lokomotiv Moscou Imagem: Dimitar Dilkoff/AFP

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

06/11/2019 20h09

Resumo da notícia

  • Cristiano Ronaldo ainda não fez um gol de falta em jogo oficial pela Juventus
  • Em 30 cobranças, astro parou na barreira na maioria das vezes
  • CR7 quebraria o jejum contra o Lokomotiv, mas teve gol "roubado" por Ramsey
  • Técnico Sarri não pensa em impedir o português de continuar cobrando faltas

Cristiano Ronaldo não teve um dia muito feliz na rodada de hoje da Liga dos Campeões, apesar da vitória dramática da Juventus sobre o Lokomotiv Moscou, por 2 a 1, com golaço de Douglas Costa nos acréscimos. O astro quase quebrou seu jejum de gols de falta pela equipe italiana, mas acabou tendo a autoria do lance "roubada" pelo companheiro Aaron Ramsey e chegou à incômoda marca de 30 cobranças seguidas sem balançar as redes.

Na jogada inusitada de hoje, Cristiano chutou direto para o gol uma falta de longe, em uma posição aberta na esquerda. O tiro foi em cima do goleiro Guilherme, mas ele falhou e deixou a bola escapar por entre suas pernas ao tentar encaixas. A bola já ia entrando para enfim encerrar o tabu das faltas de CR7, mas Ramsey, antes que ela ultrapassasse totalmente a linha, chutou para as redes. A Uefa confirmou o gol para o meia galês.

Com isso, Cristiano segue sem balançar a rede em uma cobrança de falta direta pela Juventus em um jogo oficial. Desde que chegou ao clube, ele já fez 30 tentativas: 19 delas pararam na barreira, duas foram para fora, oito foram defendidas pelo goleiro e a de hoje seria gol se não fosse a intervenção de Ramsey. Mesmo sem estar calibrado nas faltas, ele soma 34 gols em 56 partidas com a camisa da Juve.

O baixo aproveitamento de CR7 nas cobranças de falta já tem causado pressão na imprensa italiana para que ele deixe o bósnio Miralem Pjanic, especialista no quesito, bater algumas delas próximas à área. O técnico Maurizio Sarri, porém, afirmou há duas semanas que não pretende impedir Ronaldo de continuar responsável pelas faltas diretas, e que os jogadores devem decidir entre eles quem bate.

Cristiano ainda foi substituído por Sarri no segundo tempo e viu do banco a jogada genial de Douglas Costa e Higuaín que culminou na vitória da Juve. Segundo o técnico, o craque português tem sentido dores no joelho e, por isso, não tem jogado com 100% de sua capacidade.

Apesar de ter feito 54 dos seus 702 gols na carreira em cobranças de falta, Cristiano Ronaldo já passou por outros jejuns grandes no quesito. Ele chegou a errar 44 tentativas seguidas pela seleção até desencantar em um momento crucial: na falta que garantiu o empate por 3 a 3 com a Espanha, na primeira rodada da Copa do Mundo de 2018.

Curiosamente, na semana passada, Lionel Messi, o grande rival do português no futebol mundial na última década, chegou à marca de 50 gols de falta na carreira. Destes, 31 gols, ou pouco mais de 60%, foram feitos nas últimas cinco temporadas.

Futebol