Topo

Futebol


Com interino, Athletico para no goleiro Fábio e fica no 0 a 0 com Cruzeiro

Do UOL, em Belo Horizonte

06/11/2019 23h25

Na primeira partida sem o técnico Tiago Nunes, o Athletico recebeu o Cruzeiro, mas parou na ótima atuação do goleiro Fábio, que garantiu o empate de 0 a 0 na Arena da Baixada, em jogo válido pela 31ª rodada do Brasileirão. Comandado pelo interino Eduardo Barros (que comandava as categorias de base), a equipe da casa dominou o adversário e ainda terminou o jogo em vantagem numérica (Sassá acabou expulso), mas não conseguiu passar pela defesa mineira e amargou a igualdade no primeiro compromisso de uma nova era rubro-negra.

Com o resultado, o Athletico foi aos 47 pontos e caiu para sétimo, já que o Corinthians venceu o Fortaleza. O Cruzeiro vai aos 34 pontos e abre três para o Fluminense, hoje 17º colocado e primeiro na zona de rebaixamento. No final de semana, o Furacão visita o São Paulo, enquanto a Raposa joga o clássico contra o Atlético-MG no Mineirão.

Quem foi bem: Fábio brilha e impede derrota

O goleiro Fábio foi o grande nome da partida. Se o Cruzeiro deixou o campo sem levar gols foi por causa das ótimas defesas do goleiro, principalmente no primeiro tempo. Indiscutivelmente o melhor em campo.

Goleiro do Cruzeiro faz cinco ótimas defesas no primeiro tempo

O Cruzeiro poderia ter ido para o intervalo com um prejuízo grande no placar. Isso só não aconteceu porque Fábio foi o grande nome da primeira etapa, realizando pelo menos cinco defesas difíceis. Primeiro o goleiro deu um tapa para afastar o chute venenoso de Nikão. Depois espalmou a cabeçada perigosa de Thiago Heleno. Aos 30 minutos, fez outra grande defesa na finalização de canhota de Bruno Guimarães. Ronny tentou bater no contrapé, mas também não superou o camisa 1, que ainda parou um chute rasteiro (que também contou com um desvio) de Marco Ruben. Tudo isso só no primeiro tempo!

Cittadini e Egídio deixam campo após dividida

Uma dividida mandou um jogador de cada equipe para o chuveiro mais cedo. Aos 20 minutos, Léo Cittadini e Egídio dividiram uma bola no campo de ataque celeste. Após o atendimento, o meia do Furacão aguentou alguns minutos, mas precisou ser substituído. O mesmo aconteceu com o lateral, que não suportou as dores no quadril e também deixou o campo instantes depois.

Torcida pega no pé de Sassá, que tem gol anulado e é expulso

Sassá era o melhor jogador de linha do Cruzeiro na partida. Apesar das poucas chances no ataque, ele era quem mais brigava em campo e incomodava os zagueiros do Athletico. O centroavante ainda passou a ser hostilizado pelos torcedores rubro-negros por ter feito uma falta em Bruno Guimarães. Aos 12 minutos do segundo tempo, Sassá disputou uma jogada na entrada da área e levou a bola com o braço antes de tocar para o gol vazio. Depois da comemoração, ele viu seu gol ser anulado e como já tinha amarelo, recebeu o segundo e foi expulso.

Cruzeiro resiste em campo e acerta a trave

Após a expulsão de Sassá, o cenário se desenhava para uma nova pressão do Athletico, assim como no primeiro tempo. Mas o Cruzeiro conseguiu se segurar bem lá atrás e passou até menos sustos que anteriormente, apesar dos constantes ataques do Furacão. Apesar de se mostrar satisfeita com o empate, a Raposa não deixou de atacar. No final da partida, Ezequiel pegou o goleiro Santos um pouco adiantado e ainda carimbou a trave, protagonizando o melhor lance da etapa final.

Torcedores lembram de Tiago Nunes na Arena

Alguns torcedores do Athletico não esqueceram a história que Tiago Nunes fez no clube e levaram mensagens de agradecimento ao ex-técnico da equipe. Na beira do campo, o interino Eduardo Barros se mostrou muito participativo e orientando seus jogadores a todo o momento.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO-PR 0x0 CRUZEIRO

Motivo: 31ª rodada do Brasileirão
Data/Hora: 06/11/2019, às 21h30 (de Brasília)
Local: Arena da Baixada (PR)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)
VAR: José Claudio Rocha Filho (SP)

GOLS: - - -
Cartões amarelos: Léo Pereira, Wellington, Marco Ruben (CAP), Sassá (CRU)
Cartão vermelho: Sassá (CRU)

ATHLETICO-PR: Santos; Madson, Thiago Heleno, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington (Marcelo Cirino), Bruno Guimarães (Camacho) e Léo Cittadini (Bruno Nazário); Nikão, Marco Ruben e Rony. Técnico: Eduardo Barros (interino)

CRUZEIRO: Fábio; Edilson, Cacá, Fabrício Bruno e Egídio (Dodô); Henrique e Éderson; Robinho (Ariel Cabral), Marquinhos Gabriel e David (Ezequiel); Sassá. Técnico: Abel Braga.

Futebol