PUBLICIDADE
Topo

Flamengo reativa modo demolidor e "demite" mais um técnico de um gigante

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

04/11/2019 04h00

Classificação e Jogos

Classificado para a final da Libertadores, o Flamengo voltou ao Brasileiro demonstrando aparentes sinais de desgaste e desconcentração depois da vaga. A equipe venceu o CSA por 1 a 0, deixou o Goiás empatar nos acréscimos, mas voltou a dar o ar da graça na vitória por 4 a 1 sobre o Corinthians.

Após vencer o Alviverde por 3 a 0, Felipão não resistiu e foi demitido. Agora, além de colocar novamente oito pontos sobre o vice-líder Palmeiras, o Fla ampliou a crise em outro gigante brasileiro. Pressionado pela sequência sem vitórias, o técnico Fábio Carille foi mais uma vítima dos cariocas, que foram "decisivos" para a queda do corintiano.

Corinthians chegou a 15 derrotas na temporada, sendo quatro no Brasileirão - Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Corinthians chegou a 15 derrotas na temporada, sendo quatro no Brasileirão
Imagem: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Curiosamente, Carille e Scolari treinaram os últimos dois campeões brasileiros. Ante a um Flamengo que novamente envolveu e sufocou o adversário, o Alvinegro sucumbiu à falta de resultados e optou pela saída.

"Voltamos a jogar como Flamengo. Fizemos o que habitualmente fazemos durante a semana e transportamos para o jogo. Jogamos contra um rival forte, que ainda não tinha sofrido quatro gols. O Flamengo foi lúcido, sabia que a qualquer momento poderia marcar. A equipe jogou bem. Mesmo cansada, ela não cansa", opinou o técnico Jorge Jesus.

Ao contrário de alguns treinadores que minimizam o trabalho do "Mister" no comando do Rubro-Negro, as duas vítimas do português foram sempre cordiais com Jesus. Ao passo que Carille fez questão de recepcioná-lo no CT Joaquim Grava, Scolari rasgou elogios ao adversário, ainda que tenha sofrido com as variações rubro-negras no Maracanã.

"Eles acrescentam treinamentos que podem ser diferenciados em alguns aspectos dos técnicos brasileiros. Ideias que podem ou não ser úteis, mas que nesse momento estão sendo bem executadas. Isso tudo é um aprendizado. Quando saímos daqui também passamos algumas coisas nossas, que os técnicos de países diferentes aproveitam. Temos que aproveitar tudo", ressaltou.

Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Com a confiança ainda mais em alta depois da supremacia em um dos maiores clássicos do país, o Fla tem alguns dias de descanso até o jogo de quinta-feira (7) diante do Botafogo, às 20h, no Nilton Santos.

Flamengo