Topo

Em rede social, Celso Barros alfineta aproveitamento de Diniz e pede união

Celso Barros não é favorável à permanência de Marcão no comando do Fluminense - FOTO DE LUCAS MERÇON/ FLUMINENSE FC
Celso Barros não é favorável à permanência de Marcão no comando do Fluminense Imagem: FOTO DE LUCAS MERÇON/ FLUMINENSE FC

Do UOL, no Rio de Janeiro

04/11/2019 19h21

Na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o Fluminense vive situação ruim no fim da temporada. A pressão por resultados tem causado divergências internas, e dentro desse panorama, o vice geral Celso Barros vem sendo criticado por setores do clube. Em postagem em sua página oficial no Facebook, o dirigente pediu união, não sem antes alfinetar o aproveitamento de Fernando Diniz (que conquistou apenas 26,5% dos pontos nos 15 jogos que disputou), demitido em agosto.

"Após o jogo de sábado contra o Vasco o Fluminense completou 30 jogos no Campeonato Brasileiro. Nos primeiros 15 jogos sob o comando de Fernando Diniz tivemos um aproveitamento de 27%. Sob o comando de Oswaldo de Oliveira e Marcão esse número subiu para 42%. Se durante todo o campeonato tivéssemos esse índice, o Flu hoje não estaria na zona de rebaixamento", destacou.



Na publicação, Celso também deixou claro que é a favor de mudanças. O vice não é entusiasta da permanência do atual treinador e já sondou outros profissionais no mercado, como Cuca e Odair Hellmann.

"Certamente estamos sendo muito impactados pela campanha ruim que tivemos nos nossos primeiros 15 jogos. Por isso penso que eventuais mudanças podem ser positivas para melhorar resultados e alcançarmos os nossos objetivos. Em números aproximados precisamos conquistar 60% dos pontos que iremos disputar nos próximos 8 jogos. Tenho certeza que isso é possível e para que isso aconteça precisamos estar unidos. Torcida, jogadores, comissão técnica e dirigentes", escreveu.

Com 31 pontos, o Fluminense é o 17º colocado do Brasileirão. Nesta quinta (7), a equipe enfrenta o São Paulo, às 19h30, no Morumbi, precisando de uma vitória, o que não aconteceu nos últimos cinco jogos.

Fluminense