PUBLICIDADE
Topo

Mano Menezes vê jogo "muito mais duro" que o esperado e elogia Weverton

Do UOL, em São Paulo

02/11/2019 21h47

O Palmeiras sofreu, contou com atuação brilhante de Weverton, mas venceu o Ceará por 1 a 0 na noite de hoje (2). Com o triunfo, o terceiro consecutivo no Campeonato Brasileiro, o Alviverde diminuiu a diferença para o Flamengo para cinco pontos, ainda que temporariamente.

Para o técnico Mano Menezes, o confronto foi muito mais duro que o imaginado, e foi vencido por conta do goleiro.

"Foi muito mais duro do que a gente imaginava, e eu diria que pela intensidade do clássico, por tudo o que aconteceu, a preparação de você levar para o clássico uma situação de comportamento forte, em poucas horas depois você não consegue repetir. Nós não conseguimos mais reter a bola e isso tornou o jogo dramático até o final. Mas também temos que levar em conta que nos últimos sete dias fizemos nove pontos. Levamos mais um jogo de invencibilidade dentro de casa. Essas coisas todas vão tornando o jogo mais difícil do que a gente gostaria que fosse, mas esse é o ônus dos primeiros colocados. Se eu como treinador tiro cinco ou seis para um jogo desses, aí é porque o treinador não quis repetir. Então temos que ter uma conversa transparente para os próximos jogos", disse o treinador.

Questionado sobre Weverton, Mano Menezes rasgou elogios. "Weverton merece, é goleiro de seleção brasileira, e fez hoje uma atuação espetacular. Hoje, fora o pênalti, fez duas grandes defesas, espetaculares, defesas de gol, que valeram tanto quanto o gol do Zé Rafael. Ficamos felizes com quem trabalha, quem escreve uma trajetória de sucesso, eu conheci ele lá atrás e nos reencontramos agora, ele em outro nível, e só alcançou esse nível porque trabalha. Vamos trabalhar para que isso não se repita mais, mas saímos muito felizes, tanto quanto ele", acrescentou.

"Sempre é melhor jogar com uma folga maior. Precisamos quase gabaritar nossa prova. Nós temos que fazer o que estamos fazendo. Na semana que vem teremos uma semana muito difícil, teremos dois jogos fora de casa, a gente sabe como é difícil, mas vamos nos preparar muito para isso. No começo do ano eu li algumas referências diferentes para o verde, mas eu continuo achando que o verde é a cor da esperança", brincou.

Palmeiras