Topo

Cruzeiro quer manter bom rendimento para superar pesadelo ainda em novembro

Invicto nos últimos sete jogos com o Cruzeiro, Abel quer mais cinco vitórias para superar de vez risco de rebaixamento - Marcello Dias/Light Press/Cruzeiro
Invicto nos últimos sete jogos com o Cruzeiro, Abel quer mais cinco vitórias para superar de vez risco de rebaixamento Imagem: Marcello Dias/Light Press/Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

02/11/2019 04h00

Depois de um mês de outubro muito proveitoso para o Cruzeiro, o clube mineiro precisa pelo menos repetir o desempenho dentro de campo para terminar novembro em uma situação mais confortável antes dos últimos três jogos no Brasileirão. Se conseguir uma sequência de pontos semelhante à atual, a equipe ficará bem próxima da meta estipulada por Abel Braga ao seu elenco.

A vitória contra o Botafogo na última quinta-feira (31) deixou o Cruzeiro com 32 pontos na tabela. Agora, a equipe tem mais nove jogos pela frente e projeta quatro ou cinco vitórias, o que levaria o time a 44 ou 47 pontos. No mês de outubro, a Raposa disputou 21 pontos e conseguiu ficar com 13, alcançando um rendimento de 61,9%. Se o percentual for alcançado nos seis compromissos de novembro, o mês terminaria com o Cruzeiro batendo os 43 pontos. Para alguns matemáticos, essa pontuação já pode ser considerada suficiente para a permanência na Série A.

"Não conseguimos nada ainda. Conseguimos sair da zona [de rebaixamento], finalmente. Mas domingo tem só o Bahia [nono colocado]. Depois, o Athletico-PR [oitavo], depois só o clássico [diante do Atlético-MG]. Então, você vê o quanto isso é complicado", citou o treinador.

O mês de novembro também é importante para o Cruzeiro somar pontos contra adversários diretos na tabela. Até então, a equipe vinha tropeçando contra times mais próximos e só acabou com esse jejum após a vitória no Rio. Neste mês, além da trinca de jogos já citada por Abel, o Cruzeiro ainda pegará o Avaí, Santos e o CSA, sendo que os catarinenses e alagoanos são atuais integrantes do Z-4. Nas últimas três rodadas, o nível de dificuldade pode aumentar contra equipes em ascensão, como Vasco, Grêmio e Palmeiras.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Cruzeiro