Topo

Futebol


Sánchez marca, Santos vence o Bahia na Vila e abre vantagem para o SPFC

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

31/10/2019 21h09

O Santos venceu o Bahia por 1 a 0 na noite de hoje, na Vila Belmiro, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol santista foi marcado por Carlos Sánchez, cobrando pênalti no início da segunda etapa. O VAR ainda anulou dois gols no jogo, um de cada time.

Com a vitória, o Peixe chegou a 55 pontos na terceira colocação do torneio nacional, abrindo seis de vantagem para o São Paulo, quarto colocado. Já o Bahia estacionou nos 41 e perdeu a chance de colar no G-6 dos clubes se classificam para a Libertadores de 2020.

O próximo desafio do Santos é diante do Botafogo, novamente na Vila Belmiro, neste domingo, às 19h. Enquanto isso, o Bahia vai até Minas Gerais visitar o Cruzeiro, no mesmo dia e horário.

Quem foi bem: Marinho

O mais lúcido e perigoso atacante do Santos. Foi o camisa 11 quem encontrou espaço para arrancar com a bola, invadir a área e sofrer o pênalti que Sánchez converteu. Teve outros lances agudos e foi efetivamente quem mais levou perigo. Saiu aplaudido na segunda etapa para a entrada de Tailson.

Quem foi mal: Jorge

O lateral insiste em dribles no campo defensivo e voltou a errar vários passes quando subiu ao ataque. O camisa 3 mostra um futebol bem distante do Jorge que chegou ao Peixe no início da temporada.

Cronologia do jogo

A partida começou com o Santos em cima e o Peixe chegou a abrir o placar aos 17 minutos. Em escanteio cobrado na área, a zaga do Bahia falhou ao tentar cortar e a bola sobrou para Eduardo Sasha marcar, mas o camisa 27 estava impedido e o VAR anulou o gol. No começo do segundo tempo, aos oito minutos, Marinho encontrou espaço, invadiu a área e foi derrubado pela zaga do Bahia. Pênalti que Sánchez converteu para deixar o Santos em vantagem. Aos 36 minutos, o zagueiro Juninho chegou a empatar o jogo após falta cobrada na área, mas o VAR também anulou o gol.

Mais uma vez, maestro uruguaio decide

Sánchez vinha fazendo uma partida de erros e acertos até que, aos oito minutos do segundo tempo, viu Marinho sofrer pênalti na área e bateu com firmeza no canto oposto do goleiro Douglas. Fora da equipe no clássico contra o Corinthians, o camisa 7 mais uma vez provou seu valor e importância para o Peixe.

O jogo do Santos: Buraco no meio-campo dificulta criação

O Peixe começou em uma espécie de 4-1-5 , com apenas Alison no meio-campo e os outros meias, Sánchez e Evandro, tão avançados quanto Sasha. O esquema ofensivo fez o Peixe dominar as ações da partida, mas o buraco no meio-campo dificultou a criação de chances reais de gol. Na segunda etapa, o Santos voltou com ainda mais domínio do jogo e tentou bolas cruzadas na área sem sucesso. Na primeira vez que invadiu com ela dominada, Marinho sofreu o pênalti que Sánchez converteu.

A atuação do Bahia: Time fecha espaços, mas vê adversário encontrar caminho

O Bahia entrou em campo bem montado pelo técnico Roger Machado e não deu muitos espaços ao Santos. Mesmo sem a bola, criou uma boa chance no começo da partida e teve sucesso em forçar o erro do Peixe na criação. O Tricolor seguiu defendendo bem sua grande área e forçando o Santos a cruzar a bola pelo alto. No entanto, um espaço mínimo foi suficiente para Marinho invadir arrancando em velocidade e ser derrubado: pênalti que colocou o rival na frente no marcador.

Por campanha, Santos coloca detalhes da camisa em rosa

O Santos entrou em campo com seu uniforme branco, mas pintou os detalhes, como número e patrocinadores, de rosa em ação pelo último dia do Outubro Rosa. A campanha visa conscientizar a todos, especialmente as mulheres, da importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 x 0 BAHIA

Data: 31/10/2019 (quinta-feira)
Horário: 19h15 (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ)
VAR: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)
Público: 5.634
Renda: R$ 209.580,00
Amarelos: Pará, Marinho, Alison, Jean Mota e Veríssimo; João Pedro.
Gol: Sánchez, aos nove minutos do segundo tempo.

Santos: Everson; Pará, Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo e Jorge; Alison, Evandro e Sánchez; Soteldo (Felipe Jonatan), Marinho (Tailson) e Eduardo Sasha (Jean Mota). Técnico: Jorge Sampaoli.

Bahia: Douglas Friedrich; Nino, Juninho, Lucas Fonseca e Moisés; Gregore (Ronaldo), Flávio e João Pedro (Marco Antônio); Artur, Elber (Rogério) e Gilberto. Técnico: Roger Machado.

Futebol