Topo

Podcast

Posse de Bola


Mauro Cezar: "Carlos Eduardo custou mais que o Bruno Henrique ao Flamengo"

Do UOL

Em São Paulo

28/10/2019 15h10

O Palmeiras venceu fora de casa a partida contra o Avaí, último colocado do Campeonato Brasileiro, e segue na caça ao líder Flamengo, embora a distância se mantenha em 10 pontos. Com o título distante, o técnico Mano Menezes vem tentando explicar a forma que pretende ter seu time atuando no fim da atual temporada e também na próxima.

No segundo bloco do podcast Posse de Bola, os comentaristas analisaram as perspectivas para o time do Palmeiras visando a próxima temporada, considerando a dificuldade de o clube paulista alcançar o Flamengo. E também entraram em debate os investimentos feitos na atual temporada e custo de jogadores que não têm rendido o equivalente ao dinheiro gasto em suas contratações.

"Nem sempre o dinheiro é bem utilizado. Tem Borja, Deyverson, Carlos Eduardo, que custou mais do que o Bruno Henrique custou ao Flamengo e isso é um absurdo total, é para o torcedor do Palmeiras querer se virar pelo avesso", analisou Mauro Cezar Pereira.

O jornalista também criticou a forma de jogar que o Palmeiras assumiu nos últimos anos mesmo tendo um dos principais elencos do futebol brasileiro e ainda assim não conseguir o principal objetivo do torcedor palmeirense: o título da Libertadores.

"Até os mais jovens que devem perguntar por que meu time não joga assim? Tem grana, por que não joga assim? Com o Mano Menezes será que vai jogar assim? No discurso depois do jogo ele falou que vai jogar assim, vai jogar assado, ele consegue fazer? Ele já fez isso antes? Eu tenho sérias dúvidas. Tomara que ele consiga! Mas nada me faz acreditar que o Mano Menezes é capaz de fazer tamanha mudança porque toda a trajetória dele está pautada num outro tipo de futebol",

A forma de atuar do time antes dirigido por Luiz Felipe Scolari e atualmente sob o comando de Mano Menezes também é analisada por Arnaldo Ribeiro, que vê o clube fazer uma temporada com atuações discretas.

"Não é apenas o término desta temporada, com o vice-campeonato. Vale ressaltar que num campeonato normal, com essa pontuação o Palmeiras poderia ser campeão, é uma pontuação de campeão. Mas é um campeonato todo discreto, não teve uma grande atuação. Talvez o 4 a 0 no Santos, que o Sampaoli tem vários méritos, mas em vários confrontos diretos ele pisou nos tomates", afirmou Arnaldo Ribeiro.

O comentarista vê riscos no ambiente político do clube, com as aspirações da patrocinadora a ser futura presidente do Palmeiras.

"Não é uma falta de perspectiva porque ainda tem dinheiro, tem jogador pra caramba, mas o burburinho político, as perspectivas políticas são um tanto quanto sombrias. Imaginar que essa reestruturação do Palmeiras que demorou um certo tempo e agora tem uma solidez seja danificada por um novo grupo que assuma é sempre possível, pontuou Arnaldo.

Posse de Bola: quando e onde ouvir

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Posse de Bola