Topo

Flu tenta voltar a vencer contra a Chape sem Ganso, como na última vitória

Marcos Paulo entra no lugar de Ganso no Fluminense contra a Chapecoense - Thiago Ribeiro/AGIF
Marcos Paulo entra no lugar de Ganso no Fluminense contra a Chapecoense Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro

26/10/2019 11h00

O assunto da semana no Fluminense foi o meia Paulo Henrique Ganso. O camisa 10 tricolor foi barrado pelo técnico Marcão e fica no banco contra a Chapecoense, hoje, às 19h30, no Maracanã. A ideia do treinador é dar mais mobilidade à equipe, que vinha em sequência de cinco jogos sem derrota até perder para Athletico e Flamengo. Na última vitória, sobre o Bahia, Ganso não estava em campo.

Para muitos torcedores do clube, esta foi a melhor atuação do Flu sob o comando de Marcão. Com um time mais móvel e Nenê solto no meio de campo, Daniel fez sua melhor partida na temporada e a equipe bateu um adversário difícil. Mas não sem sofrer sustos: o placar final de 2 a 0 não mostrou exatamente como foi o jogo, já que o Tricolor contou também com grandes defesas de Muriel e a falta de pontaria dos baianos.

Nas derrotas em sequência, Ganso não teve boa atuação. No jogo contra o Athletico, o meia até fez bom primeiro tempo, mas ruiu com as mexidas do treinador e acabou sendo vaiado. Já contra o Flamengo, tocou pouco na bola e voltou a sentir a ira da arquibancada. Marcão, mais uma vez, ouviu o "clamor" dos torcedores, que pediram por sua efetivação após a saída de Oswaldo de Oliveira. Para o clássico, João Pedro, outro vaiado no Maracanã, já havia sido barrado.

Se os números não mostram melhora da equipe sem seu "maestro", a convicção do técnico é também tática. A ideia de Marcão, ao observar uma Chape que costuma se fechar próxima à própria área e sair nos contra-ataques, é de ter mais velocidade nas transições e maior poder de fogo na grande área. O treinador, para isso, abre mão de passes que, em tese, serviriam também para quebrar estas linhas mais baixas da equipe catarinense.

"Pelo que a gente tem acompanhado os jogos da Chape, o time atua com uma linha muito baixa. A gente tem de criar opções de velocidade para furar o bloqueio. Por isso, fizemos os testes. Vamos ver neste treino de agora para saber a melhor maneira de atuar, o melhor caminho. Se é o João Pedro, se é o Marcos Paulo pelo meio ou pelo lado, se é o Yony, se é o Nem, se é o Lucão. Temos de valorizar, realmente, a posse de bola e tentar furar o bloqueio deles na última linha", declarou, sem citar o camisa 10.

FLUMINENSE X CHAPECOENSE

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro
Data: 26 de Outubro de 2019 (sábado)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e Jose Reinaldo Nascimento Junior (DF)
VAR: Igor Junio Benevenuto (MG)

FLUMINENSE: Muriel, Gilberto, Nino, Digão e Caio Henrique; Allan, Daniel e Nenê; Marcos Paulo, Wellington Nem e Yony González. Técnico: Marcão.

CHAPECOENSE: João Ricardo; Eduardo, Rafael Pereira, Maurício Ramos e Bruno Pacheco; Elicarlos, Márcio Araújo e Camilo; Roberto, Henrique Almeida e Everaldo. Técnico: Marquinhos Santos.

Fluminense