PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Dinei exalta Fla, mas diz que não bateria Corinthians 99: "éramos seleção"

Luizão, Dinei e João Carlos durante treino do Corinthians em 1999 - Evelson de Freitas/Folhapress
Luizão, Dinei e João Carlos durante treino do Corinthians em 1999 Imagem: Evelson de Freitas/Folhapress

Diego Salgado e Vanderlei Lima

Do UOL, em São Paulo

26/10/2019 04h00

Finalista da Libertadores, o Flamengo de Jorge Jesus tem sido apontado por torcedores e comentaristas como um dos melhores times brasileiros dos últimos anos. Para o ex-atacante Dinei, o time rubro-negro merece elogios, mas perderia para o Corinthians de 1999, time em que ele era uma espécie de 12º jogador.

"Nós tivemos uma seleção. O Luizão, o Edílson e o Vampeta foram campeões do mundo, o Marcelinho Carioca o maior jogador do Corinthians, o Silvinho esteve na seleção brasileira, tinha o Rincón, o Gamarra, o Dida. Eu era bom jogador. O nosso time era melhor, pois tinha muitos jogadores de seleção", disse Dinei em entrevista ao UOL Esporte.

O Corinthians de 1999 era treinado por Oswaldo de Oliveira, que assumiu o comando do time após a saída de Vanderlei Luxemburgo no fim de 1998 - Oswaldo chegou a ser trocado por Evaristo de Macedo, mas voltou ao cargo. Com ele, o time se sagrou campeão paulista em cima do Palmeiras em junho, mês em que também foi eliminado pelo rival nas quartas de final da Libertadores.

No segundo semestre de 1999, já sem Gamarra, mas com Dida no elenco, o Corinthians venceu as sete primeiras partidas do Campeonato Brasileiro e ratificou a condição de favorito - era o atual campeão nacional - nos duelos de mata-mata, contra Guarani, São Paulo e Atlético-MG.

Fla de Zico também é melhor

Dinei também analisou um hipotético duelo entre o Flamengo de Zico e o Flamengo de Jesus. O ex-atleta ressaltou que o time de 1981 leva vantagem porque conquistou títulos (Libertadores, Mundial e Carioca). Por isso, é preciso aguardar o desfecho da temporada.

Mas, se depender da torcida de Dinei, o Flamengo vencerá o River Plate na final da Libertadores no próximo dia 23, em Santiago, e também garantirá o título do Brasileirão nas próximas semanas.

"Eu sou corintiano, mas eu estou torcendo para o Flamengo, para o Jorge Jesus ser campeão, porque ele está mostrando a mentalidade como era o futebol brasileiro, para frente. O Flamengo está jogando igual tanto dentro de casa como fora de casa", afirmou Dinei.

"A gente que gosta do bom futebol a gente tem que agradecer esse cara. Ele está aqui há uns meses e está conseguindo mudar a mentalidade, todo mundo está gostando dele. Com ele não essa coisa de descanso, é trabalhar, treinar e jogar", completou.

Flamengo