Topo

Seleção Brasileira


Problema em todas as listas do ano, Neymar pode não ser convocado

Neymar sofreu lesão na coxa esquerda durante o primeiro tempo do amistoso contra a Nigéria, em outubro - Roslan Rahman/AFP
Neymar sofreu lesão na coxa esquerda durante o primeiro tempo do amistoso contra a Nigéria, em outubro Imagem: Roslan Rahman/AFP

Bruno Grossi e Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

24/10/2019 18h59

Resumo da notícia

  • Neymar corre o risco de não ser convocado por Tite para os amistosos de novembro
  • O atacante se recupera de lesão muscular na coxa esquerda, sofrida contra a Nigéria
  • Há pouco tempo previsto entre a volta aos gramados e o jogo contra a Argentina
  • Queda física e lesões frequentes já preocupam a seleção brasileira e o PSG

A quinta e última lista de convocados para a seleção brasileira em 2019 será anunciada amanhã (25) na sede da CBF. E pela quinta vez o nome de Neymar é cercado por dúvidas. Os problemas físicos têm sido uma constante para o craque desde o ano passado e há um alto risco de Tite não chamá-lo para os amistosos de novembro.

Uma lesão na coxa esquerda, sofrida ainda no primeiro tempo do amistoso contra a Nigéria, no dia 13 deste mês, é o atual obstáculo. O Paris Saint-Germain deu prazo de recuperação de quatro semanas, o que faria com Neymar voltasse a treinar entre os dias 13 e 14 de novembro. E é nessa data que está a dor de cabeça de Tite.

A seleção se apresenta na Arábia Saudita no dia 11 e enfrenta a Argentina no dia 15. Ou seja, Neymar teria pouco tempo para recuperar forma física e ritmo antes de um jogo tão grande. Em outros momentos, a comissão técnica brasileira deu um voto de confiança para o atacante e o levou em situações parecidas, mas a tendência é que isso não se repita na lista de amanhã.

O próprio PSG anda incomodado. Nas lesões que perseguem Neymar desde o início de 2018, o astro sempre acelerou a recuperação para poder conseguir defender a seleção. Agora, há o desejo de que o processo de recuperação seja mais cuidadoso. Por isso os franceses planejam uma volta aos gramados somente para depois de 23 de novembro.

Neymar nas convocações de 2019:

  • Março: não foi chamado por estar em recuperação de fratura no pé direito;
  • Junho: conseguiu se recuperar para a lista da Copa América, mas torceu o mesmo pé no primeiro amistoso preparatório e acabou cortado;
  • Setembro: passou três meses sem jogar e quase não foi convocado, mas atuou os 90 minutos contra a Colômbia em nível razoável, até marcando gol. Entrou no segundo tempo contra o Peru por precaução;
  • Outubro: chegou em boa fase e, aparentemente, sem problemas físicos. Seria testado como armador no segundo amistoso, contra a Nigéria, mas lesionou a coxa esquerda nos primeiros minutos;
  • Novembro: o prazo de recuperação do problema muscular o faria voltar a campo dois dias antes do amistoso contra a Argentina.
Roslan RAHMAN / AFP
Imagem: Roslan RAHMAN / AFP

Na CBF também há preocupação com a condição física de Neymar. O assunto tem sido discutido entre a comissão técnica e até com o jogador há tempos. O atacante já não é mais um garoto. Aos 27 anos, mais cuidados precisam ser tomados para que a performance siga em alto nível e recentemente foram identificadas quedas em alguns índices físicos do craque.

Neymar se mostra disposto a encontrar um caminho para reagir, até com adoção de hábitos diferentes de sono e alimentação. Com tantas lesões seguidas em um intervalo curto, um atleta que nunca havia passado por isso na carreira se mostra incomodado.

Tite cogitou, em cenário semelhante, não levar Neymar para os amistosos de setembro, nos Estados Unidos. Após conversas da comissão técnica com o PSG, ficou decidido que seria possível contar com o astro diante de Colômbia e Peru. O rendimento surpreendeu positivamente. Mas agora o tempo é mais curto e a perspectiva, mais pessimista.

Ao mesmo tempo em que a seleção se prontifica a ajudar na recuperação de Neymar, a cúpula da CBF entende que é preciso construir novas lideranças técnicas em campo. Na Copa América, os protagonistas se revezaram jogo a jogo em uma seleção mais coletiva, o que é considerada uma resposta positiva.

Mas há uma certa apreensão pela demora para o surgimento de novos protagonistas. Até por isso é possível ver Tite dando espaço a jovens no ataque. A bola da vez é Rodrygo, revelado pelo Santos e que tem conquistado Zinedine Zidane no Real Madrid.

Números de Neymar pela seleção em 2019:

  • 5 jogos;
  • 1 gol e
  • 1 assistência.
Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do informado no texto, Neymar tem 27 anos e, não, 28. O erro foi corrigido.
ESPN, Ei PLus e Fox Sports

Assista aos jogos e programas de ESPN, EI Plus e Fox Sports sem TV a cabo.

Seleção Brasileira