Topo

Zé Ricardo revê conhecidos no Inter e encara maior desafio fora do Rio

Técnico Zé Ricardo comandará o Internacional em contrato até o fim desta temporada - Javier Gonzalez Toledo/AFP
Técnico Zé Ricardo comandará o Internacional em contrato até o fim desta temporada Imagem: Javier Gonzalez Toledo/AFP

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

22/10/2019 09h59

Zé Ricardo foi anunciado como técnico do Inter. Na noite de ontem (21), o clube gaúcho oficializou a contratação do treinador até o fim do ano. Com 11 rodadas de Brasileiro pela frente, o comandante revê conhecidos e encara seu maior desafio fora do Rio de Janeiro.

Além do diretor executivo de futebol Rodrigo Caetano, principal entusiasta da contratação e com quem trabalhou no Flamengo, Zé Ricardo também comandou dois jogadores do elenco: Paolo Guerrero, no Fla, e Rodrigo Lindoso, no Botafogo.

O cenário de conhecidos no elenco pode pesar para uma resposta imediata. Com a semana sem jogos, ele será apresentado hoje e já irá preparar a equipe para a estreia, sábado, contra o Bahia. O jogo já apresenta duelo contra um adversário direto na briga por uma vaga na Libertadores 2020.

E o objetivo de colocar o Internacional na competição continental do ano que vem dá ao treinador o maior desafio fora do Rio de Janeiro.

Zé Ricardo teve longa trajetória nas categorias de base do Fla. Em 2016, conquistou a Copa São Paulo nos pênaltis após empate em 2 a 2 com Corinthians. Com jogadores como Léo Duarte, Felipe Vizeu e Lucas Paquetá no time.

No mesmo ano assumiu o comando do time profissional do Rubro-Negro e acabou o Brasileiro em terceiro, garantindo vaga na Libertadores de 2017. Depois de ser campeão do Carioca, porém, acabou eliminado na fase de grupos da competição continental e, com sete jogos sem vitória, foi demitido em maio do comando técnico do clube.

Em agosto ele assumiu o Vasco na vaga de Milton Mendes. Por lá ficou 11 jogos invicto, pegou o time numa condição inferior da tabela e colocou na Libertadores do ano seguinte. Já no Botafogo, ele não teve a melhor sorte. A passagem pelo Alvinegro Carioca durou de agosto de 2018 até abril deste ano.

Depois dos três cariocas, Zé Ricardo partiu para investidas fora do Estado. Mas a primeira oportunidade não lhe deu o melhor resultado. Substituiu Rogério Ceni no Fortaleza, mas após sete partidas deixou o comando para o retorno do ex-goleiro do São Paulo. Foram quatro derrotas, dois empates e uma vitória.

No Internacional, Zé Ricardo tenta repetir os feitos que teve por Flamengo e Vasco, quando levou ambos à Libertadores. O Colorado apresenta a prova para desbravar outros mercados, mas já com a sombra do treinador argentino Eduardo Coudet, que está no Racing-ARG e será procurado novamente para comandar o time gaúcho no ano que vem.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Internacional