Topo

Inter vê tendência de sequência de interino, mas segue busca por treinador

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

20/10/2019 19h24

O Internacional não parou de buscar um novo treinador. Após a derrota para o Vasco por 1 a 0, hoje (20), no Beira-Rio, pela 27ª rodada do Brasileiro, o diretor executivo Rodrigo Caetano disse que a tendência é a permanência de Ricardo Colbachini contra o Bahia, no próximo sábado. Porém, admitiu que o Inter segue a busca por um novo treinador.

Após conversar com o técnico Eduardo Coudet, do Racing, o Colorado retornou a Porto Alegre sem acerto. A indicação positiva para 2020, porém, deixou um caminho aberto para o início do ano que vem.

Mas esta situação não é tratada com certeza, pois muitas coisas podem acontecer, com o clube ou mesmo o técnico, até lá.

"Todos sabem os movimentos que fizemos. Sempre buscamos um substituto para vir trabalhar agora, dentro do que era convicção nossa. Não foi possível no primeiro momento. O Colbachini é funcionário do clube, hoje está técnico interino. Não significa que não possa ficar até o fim do ano. Tem coisas que decidimos e conversamos, e respeitamos a ansiedade do torcedor, do associado, do conselheiro, mas nem tudo podemos tornar público. Isso requer uma estratégia. Neste momento ele segue como interino, irá planejar a semana de treinos para o jogo contra o Bahia, e caso aconteça algo diferente iremos comunicar a vocês", explicou o dirigente.

O Internacional segue mantendo negociações ao longo da semana. Ainda que indique que Colbachini segue, é possível que, tão logo feche uma negociação, possa anunciar alguma coisa.

"Estamos trabalhando para jogadores que queremos, treinador, é normal. Mas isso ficará como economia interna. Enquanto não tivermos decisão, a situação é esta. Assim que tivermos, seja com Colbachini ou um treinador até 2020, prontamente será anunciado. Não significa que estamos parados ou que não tem planejamento. Mas queremos ter um critério, o melhor possível, para não se arrepender da tomada de decisão ali na frente", explicou Caetano.

Porém, o comando do futebol admite que a tendência é permanecer com Colbachini ao menos no próximo sábado, contra o Bahia.

"É possível, a tendência é essa. Para que isso não ocorra, algum fato novo dos nossos movimentos precisa se confirmar. Mas não temos isso neste momento. Sei que não é fácil para nós, o torcedor, pode parecer que do lado de cá não estamos com norte. Mas podem acreditar e ter tranquilidade porque queremos fazer uma escolha com o melhor critério possível, com o melhor impacto em 2019 e 2020", finalizou.

Internacional