Topo

Denúncia no STJD: Jesus pode pegar 12 jogos de gancho. Galiotte, 180 dias

Jorge Jesus, técnico do Flamengo, foi denunciado pelo STJD  - Renato Padilha/AGIF
Jorge Jesus, técnico do Flamengo, foi denunciado pelo STJD Imagem: Renato Padilha/AGIF

Alexandre Araújo e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

18/10/2019 19h28

A procuradoria do STJD confirmou as denúncias contra o técnico do Flamengo, Jorge Jesus, e o presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, por declarações contra árbitros. O treinador rubro-negro pode pegar até 12 partidas, enquanto o mandatário alviverde pode ser suspenso por um período de 15 a 180 dias.

O STJD divulgou a denúncia da Procuradoria contra Jorge Jesus. O UOL Esporte apurou que, também nesta sexta-feira, o procurador-geral, Felipe Bevilacqua, confirmou ainda a denúncia contra o presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte. A informação havia sido publicada, primeiramente, pelo Blog do Rodrigo Mattos, do UOL.

A denúncia contra o técnico rubro-negro foi nos artigos 258 e 243-F do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. O primeiro item trata de conduta que desrespeite a disciplina ou a ética, o que pode ser dirigido a árbitros. Após a partida diante do Athletico-PR, em que um pênalti para o Flamengo foi marcado e anulado -, Jorge Jesus afirmou: "Não vim preparado para jogar contra o juiz." Cada artigo pode gerar advertência, multa ou suspensão de um a seis jogos de suspensão.

Já o presidente palmeirense, Maurício Galiotte, foi denunciado no artigo 258 por suas declarações após o jogo com o Internacional. "Em muitos lances, o VAR não tem atuado em jogos do Flamengo, isso é fato. Ontem foi um exemplo. Tem o jogo do Internacional também, no Maracanã. A gente vem a público pedir uma arbitragem que apite igual para todos", afirmou o presidente alviverde.

Flamengo