Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Ralf e quem? Carille não acha solução para setor-chave do Corinthians

Técnico do Corinthians observou Júnior Urso, Sornoza, Ramiro, Gabriel, Matheus Jesus e até Love na posição. Chance agora deve ser do gringo - Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians
Técnico do Corinthians observou Júnior Urso, Sornoza, Ramiro, Gabriel, Matheus Jesus e até Love na posição. Chance agora deve ser do gringo Imagem: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

16/10/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Transição ofensiva é o principal problema identificado pelo Corinthians no momento
  • Urso, Sornoza, Gabriel, Jesus, Ramiro e até Love já foram testados como 2º volante
  • Hoje, contra o Goiás, chance deve ser de Sornoza, que retorna da seleção do Equador
  • Sornoza é líder de assistências do time na temporada e especialista em bolas paradas
  • Fábio Carille segue buscando a peça ideal para um setor-chave do time em crise

Uma das razões da queda de rendimento que faz o Corinthians não vencer há três jogos e ameaça sua posição no G4 do Campeonato Brasileiro já foi identificada: é a transição ofensiva. Ser dono da melhor defesa ao mesmo tempo em que é um dos times que menos chuta a gol mostra que existe um problema no meio do caminho, na criação de jogadas. O técnico Fábio Carille ainda não achou a solução do problema, mas está testando alternativas: Júnior Urso, Sornoza, Ramiro, Gabriel, Matheus Jesus...

A peça-chave do funcionamento do time do Corinthians é o segundo volante, que também atua como meia-direita. Como o Corinthians varia em campo pelos esquemas táticos 4-2-3-1 e 4-1-4-1, é importante que esse volante que vira meia seja alguém que marque bem para ajudar Ralf e consiga sair jogando com qualidade. E aí que está o problema. Nas últimas semanas, o time perdeu encaixe por causa da oscilação de Júnior Urso, que logo depois se machucou, e ninguém aproveitou a brecha.

Hoje (16), às 21h30, contra o Goiás, pela 26ª rodada do Brasileiro, a chance deve cair no colo - novamente - de Sornoza. Convocado para a seleção equatoriana, o meia foi desfalque nos dois últimos jogos, mas já treinou ontem no CT Joaquim Grava e deve reaparecer no time. Matheus Jesus, que foi mal na chance contra o São Paulo, e Ramiro, que treinou bem durante a semana, correm por fora.

Equatoriano é líder de assistências do Corinthians na temporada - Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Equatoriano é líder de assistências do Corinthians na temporada
Imagem: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Nas últimas semanas, Carille chegou a treinar com Gabriel ao lado de Ralf, mas não usou esta alternativa em nenhum jogo. Renê Júnior também voltou depois de mais de um ano lesionado e jogou 23 minutos contra o Athletico-PR. Em campo, até Vagner Love chegou a atuar nesta função, que tem muita responsabilidade defensiva, mas saiu de campo esgotado e sem produzir ofensivamente contra o São Paulo.

É uma das únicas posições do time considerado titular que Carille quebra a cabeça para escalar. A defesa está ajustada. Na proteção da zaga, Ralf tem vantagem sobre Gabriel. A ponta-direita é de Pedrinho. Do lado esquerdo, Mateus Vital mais por dentro e Clayson aberto, ainda que também viva uma fase de pouca inspiração, se consolidaram. Este segundo volante (ou meia pela direita) e o centroavante são as principais incógnitas. Tudo a partir da conclusão que Carille não mudará a tática.

Eu não tenho tempo para mudar. Posso pensar em algo depois do jogo do Cruzeiro, que terei semana livre. Mas acredito muito nesse sistema.

Sornoza voltaria ao time meio que por falta de uma opção em melhor fase. Ele fez um gol na temporada e é o líder de assistências do Corinthians com 11, mas desagradou nas últimas oportunidades como titular. Ele soma 45 partidas na temporada e é especialista em bolas paradas - foi assim que o time conseguiu fazer gols nos últimos quatro jogos (um contra a Chapecoense, de Danilo Avelar, e dois diante do Athletico-PR, com Gil e Boselli). É a estratégia que está dando certo.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS x CORINTHIANS

Local: estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data/horário: 16 de outubro de 2019 (quarta-feira), às 21h30
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa-RJ)
Assistentes: Michael Correia e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (ambos do RJ)
Árbitro de vídeo: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)

GOIÁS: Tadeu; Yago Rocha, Fábio Sanches, Rafael Vaz e Jefferson; Gilberto, Yago Felipe e Léo Sena; Michael, Rafael Moura e Leandro Barcia. Técnico: Ney Franco.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Ralf; Pedrinho, Sornoza (Vagner Love), Mateus Vital e Clayson; Boselli. Técnico: Fábio Carille.

Corinthians