Topo

UOL Esporte vê TV


Gustavo Villani admite dificuldade para narrar com o VAR: "É brochante"

Narrador Gustavo Villani - Ricardo Borges/UOL
Narrador Gustavo Villani Imagem: Ricardo Borges/UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

14/10/2019 22h34

Narrador do Grupo Globo, Gustavo Villani foi o convidado do Alê Oliveira Responde, programa feito pelo canal De Sola, do Youtube, desta semana. O jornalista falou sobre as mudanças em sua profissão com a chegada do VAR, e admitiu que ainda encontra algumas dificuldades para lidar com a novidade. Na opinião de Villani, a narração se torna "brochante".

"É brochante narrar com o VAR. Não tem uma orientação da emissora porque ninguém sabe como lidar. O público no estádio não sabe como lidar, em casa a gente não sabe o que está acontecendo. Está muito louco, e está exagerando. Copa do Mundo Feminina, por exemplo, um erro atrás do outro, manda voltar porque a goleira adianta, invasão dupla, foi ruim", contou Villani.

O narrador contou sua estratégia para narrar lances revisados pelo VAR, e admitiu que estes são momentos de grande dificuldade, já que a emoção da narração deve ser mantida.

"Eu estou tentando narrar até o final. Só que aí você fica igual um tonto narrando, enquanto está lá a pessoa com a bandeira levantada. Só que pra efeito de edição, vai que valida? Aí, eu narro cheio de vontade. Se valer, valeu. Se não valer, explica. E se confirmar o gol, eu não narro gol de novo, mas narro a confirmação. E outra, enquanto o cara está analisando, para não deixar a peteca cair, você fica vendendo emoção", completou.

UOL Esporte vê TV