Topo

Podcast

Posse de Bola


Antonio Tabet: "Seleção brasileira parece uma convocação de Playstation"

Do UOL

Em São Paulo

14/10/2019 16h16

A seleção brasileira fez mais dois amistosos na última semana e empatou com Senegal e Nigéria em Cingapura depois de o técnico Tite ter novamente a sua convocação questionada por desfalcar times do Campeonato Brasileiro. Desde o título na Copa América, o Brasil não venceu nenhum de seus quatro jogos disputados. Convidado do podcast Posse de Bola, Antonio Tabet expôs sua insatisfação com a seleção brasileira, os critérios das convocações e até projetou o que seria a equipe nacional sob o comando de Renato Gaúcho.

"Eu acho que o Renato seria um bom técnico para a seleção. Ele está treinando bem, o Grêmio é um time que joga bem, ele é um cara que tem aquele negócio do 'vambora porra', que resolve muita coisa, principalmente em seleção que não tem muito tempo pra treinar, não tem o convívio diário, acho que ele poderia ser um bom treinador", afirmou Tabet no terceiro bloco, que você pode conferir acima.

"Parece que a convocação é uma convocação de Playstation. O cara pegou ali a lista de quais são os jogadores do Brasil no exterior, quem está jogando em time grande. 'Esse lateral aqui joga onde? Joga na Juventus. Então vou trazer ele, ele joga na Juventus, ora'. E o cara joga um futebol nota 6 às vezes, e daí que ele está jogando com o Cristiano Ronaldo na Juventus? Para a seleção é esse cara mesmo?", completou.

Eduardo Tironi acredita que com os resultados e o futebol apresentado pela seleção brasileira, o Tite perderia seu cargo se as pessoas estivessem mais preocupadas com sua equipe.

"Se fosse em outros tempos, 10, 15 anos atrás, nenhum treinador com esse desempenho do Tite pós-Copa e contando essa Copa América que ganhou desse jeito, nenhum treinador teria sobrevivido ao cargo. Como ninguém liga pra seleção, deixa lá", afirma.

Arnaldo Ribeiro lembrou durante o podcast que foi um defensor de Dunga e é enfático ao dizer que o torcedor brasileiro hoje não gosta mesmo é de Tite.

"A Copa América foi uma aposta que o Tite fez na permanência tentando ganhar a qualquer preço um torneio de um nível técnico sofrível. Deu a sobrevida, mas o Tite está completamente perdido desde a Copa do Mundo nas decisões de campo, nas convocações, com o público em geral. Não é que ninguém goste da seleção hoje, ninguém gosta do Tite".

Juca Kfouri e Mauro Cezar Pereira destacaram ainda que o estádio que recebeu os jogos da seleção brasileira em Cingapura estava vazio, mesmo com o time tendo seus jogos negociados para o exterior em mercados pouco tradicionais do futebol mundial.

"O Brasil do Tite vai jogar em Cingapura em um estádio gelado, vazio com um público 'diferentão' e simplesmente o Brasil não se impõe, não assume o jogo, não encurrala o adversário, não mostra força", disse Mauro.

Posse de Bola: quando e onde ouvir

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts e no Google Podcasts . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Posse de Bola